Ministério Público Federal investiga lentidão na entrega de três medicamentos para doenças raras desde o fim do ano passado.

A empresa Global Gestão em Saúde venceu a licitação em outubro e não entregou os medicamentos, mesmo tendo recebido quase 20 milhões do governo federal com antecedência.

Segundo apurações, a companhia também não estaria autorizada por distribuir o remédio do fabricante Sanofi Genzyme

Diante disso, o MPF recomendou que o ministério convoque a segunda colocada na concorrência para que seja restabelecida a entrega dos fármacos, pelo mesmo valor ou que abra novo processo de compra.

Myozyme, Fabrazyme e Alurayme, são utilizados por pessoas com deficiências de enzimas que afetam múltiplos órgãos

Para ter uma ideia, ao menos sete medicamentos estão em atraso de entrega.

Três deles são os que tiveram problemas no processo de compra.

Enquanto isso, os pacientes com doenças raras apresentam piora nos quadros de saúde.


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here