O exame foi realizado por um médico plantonista.

Um homem de 46 anos foi preso pela Guarda Civil (GCM) e Polícia Militar (PM) acusado de estupro contra uma faxineira de 28 anos. De acordo com o comando da GCM, o exame realizado logo depois, na Santa Casa de Misericórdia de Araras teria confirmado a violência sexual. O exame foi realizado por um médico plantonista. Inicialmente a Secretaria de Segurança divulgou que o exame havia sido feito no IML (Instituto Médico Legal), mas o exame que sustenta a tese de crime foi feito em Araras. O outro exame, este sim do IML, ainda não teve os resultados apurados.

Ainda segundo a Polícia, a moça contou que na madrugada dessa quarta-feira, 14, por volta das 5 horas, estava voltando da casa de uma amiga quando foi abordada pelo homem na Marginal (Avenida Dona Renata), nas proximidades com a rotatória do Parque das Árvores, indo em direção ao Centro.

A vítima relatou que foi parada, ameaçada e forçada a entrar numa Ecosport, cor preta. De lá, segundo ela, foi levada ao estacionamento de uma empresa no Distrito Industrial, próximo ao bairro Sobradinho, onde se suspeita de ter havido o ato.

Conforme as versões dadas pela Guarda e pela Polícia, ambas foram chamadas por funcionários do Sayão Futebol Clube, que teriam relatado que a mulher chegou “bastante assustada e chorando”.

De acordo com a GCM, as forças de segurança iniciaram buscas e encontraram o homem e, em seu veículo, pertences da vítima.

O acusado foi reconhecido pela moça e passou por exame de corpo delito no pronto socorro do Hospital São Luiz. A vítima foi encaminhada ao IML para os demais exames.

Fonte: Tribuna do Povo


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here