Neste ano, os principais importadores do café brasileiro têm sido a Alemanha e os Estados Unidos.

A exportação brasileira de café registrou queda de 9,1% em fevereiro, em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram exportadas mais de dois milhões e trezentas mil sacas do produto, o que gerou uma receita de 377 mil dólares. As informações foram divulgadas pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil, o Cecafé.

A variedade com melhor inclusão no mercado externo foi o café arábica, que representou 89,1% da quantidade total de exportações (2.099.196 sacas), seguido pelo solúvel com 10% (236.340 sacas) e robusta com 0,9% (20.100 sacas). Neste ano, os principais importadores do café brasileiro têm sido a Alemanha e os Estados Unidos, que adquiriram 18,5% (933.606 sacas) e 17,2% (866.299 sacas) dos grãos produzidos.

No que diz respeito à logística, o relatório destaca o Porto de Santos como principal ponto do qual partem as mercadorias levadas ao exterior, concentrando 85% (4.284.484 sacas) do volume, e, em seguida, o Porto do Rio de Janeiro, com 10,8% dos embarques (543.775 sacas).


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here