“Trama e Casamento no Circo”, de Diniz de Souza, será lançado na Livraria Eureka, a partir das 14h do sábado.

O secretário da Ação Cultural e Cidadania, Jonas Bueno, recebeu a visita do fazendeiro e escritor, Adriano J.B.V de Azevedo (Diniz de Souza) na última terça-feira (3), que o convidou para o lançamento de seu livro “Trama e Casamento no Circo” – Editora Chiado, que acontece neste sábado (7), a partir das 14h, na Livraria Eureka, localizada na Rua Cel. Justiniano, 808, Centro.

“Ficamos muito felizes quando artistas que vivem em nossa cidade aparecem e nos convidam para prestigiar os seus trabalhos artísticos, neste caso, literário. Queria parabenizar o escritor por esse belo exemplo cultural”, comentou Bueno.

Sinopse do livro

Suspense, humor e romance são os fatores presentes neste épico atípico de Diniz de Souza. É uma novela que se desenrola. Inscrevê-lo no gênero suspense não é equivocado, pois a trama, que transcorre numa só tarde de um espetáculo circense, é o produto dos ciúmes que têm o Palhaço e o Mágico, já decadentes, pelos seus companheiros de picadeiro: o Trapezista e o Domador, em seu apogeu. Tramam sua eliminação.

Já o romance surge quando “rola um clima” entre o mesmo Trapezista, agora alcunhado o Rei do Ar e a Palhaça (personagem pouco encontrada nos circos apesar de muito retratada por Toulouse Lautrec). O humor aparece implícito como na obra de Jorge Amado.

Sobre o autor

Paulistano, Adriano J.B.V.de Azevedo, o Diniz de Souza, nasceu em 1931. A sua trajetória literária nasceu nos tempos de ginásio, no Colégio São Luiz. Nesta época, o autor “publicava” um jornal manuscrito intitulado “A mosca do Louvre”, que segundo ele, foi “maior jornal satírico do Brasil”.  A iniciativa constituía-se de uma só folha de caderno.

Do autor também são as obras “Receituário Pinguístico”, o ABC da cura pela pinga, muito exitoso; “Gumercinda Couve-Flor”; e “Mulher, Humor e Cachaça – Aquilo que o brasileiro gosta”, não publicado.

Apesar de ser paulistano, Diniz de Souza, convive e tem raízes em Araras, desde os anos 1950. Sua família é proprietária da Fazenda São Francisco.


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here