Mudanças passarão a valer a partir de junho, já na Copa do Mundo.

A FIFA anunciou nesta semana a alteração de regras para o futebol e confirmou as mudanças que já começam a valer na Copa do Mundo deste ano. Uma das principais reivindicações foi atendida: o uso do árbitro de vídeo. Também houve mudança na regra do impedimento, na quantidade de substituições e até a inclusão da mordida como falta.

A partir de agora, o árbitro de vídeo passa a ser obrigatório nas partidas. A alteração deve ser incluída nos regulamentos das competições, inclusive no futebol brasileiro. A regra do impedimentos também modificada. De acordo com a FIFA, a posição irregular do jogador só será marcada no instante exato em que o autor do passe recebe a bola, e não mais no momento do passe, como era até então.

A entidade máxima do futebol aumentou ainda o número de substituições: de três pra quatro, somente nos casos em que houver prorrogação. Já nas categorias de base, as substituições passaram a ser ilimitadas.

No caso das mordidas e de possíveis cusparadas, a recomendação da FIFA é que o autor da agressão seja expulso e o árbitro marque tiro livre direto para a equipe do atleta que sofrer a falta. O caso mais famoso de mordida dentro das quatro linhas aconteceu na Copa do Mundo de 2014, quando o atacante uruguaio Luiz Suárez mordeu o zagueiro italiano Chiellini. Na ocasião, Suárez sequer foi punido com cartão, mas após a partida foi suspenso por nove jogos oficiais de sua seleção.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here