Aumento autorizado pela Petrobras começa a valer nesta terça-feira (5)

O preço do gás de cozinha sofrerá reajuste de 8,9% a partir desta terça-feira (5) após anúncio feito pela Petrobras. O último aumento autorizado pela estatal foi no dia 5 de novembro. De acordo com apuração da Tribuna, o botijão pode ser comprado por até R$ 69,90 em Araras. Com o aumento, poderá ser vendido até ou acima de R$ 76.

A alta foi anunciada na tarde desta segunda-feira (4) e atinge o GLP (gás liquefeito de petróleo) envasado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kg, o chamado gás de cozinha. A Patrobras explica que “o reajuste foi motivado principalmente devido à alta das cotações do produto nos mercados internacionais”.

A estatal frisa que reflexos no preço final ao consumidor vão depender de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores. O aumento não se aplica ao preço do gás destinado a uso industrial e comercial.

Desde janeiro deste ano, o preço médio do gás de cozinha no país acumula alta de 17,7%, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis). A alta em apenas um mês é resultado na nova política de preços adotada pela Petrobras, que também afeta os combustíveis. No caso da gasolina, por exemplo, o litro ultrapassa os R$ 4 em Araras.

Desde junho foram anunciados seis aumentos e uma redução no preço do gás de cozinha. O Sindigás (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo) disse em nota que o reajuste oscilará entre 7,3% e 9,9%, de acordo com o polo de suprimento. Pelos cálculos da instituição, o ajuste anunciado deixa o preço praticado pela Petrobras para as embalagens de até 13 quilos aproximadamente 1,3% abaixo do preço de paridade internacional. (Com informações da Agência Reuters)


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

+ CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here