Falta de médicos e remédios ainda lideram.

A saúde brasileira continua agonizante. Não melhora na rede pública e também não é ideal na rede particular.

Os dados são da pesquisa feita pelo UOL, que listou os 10 principais problemas do setor.

No Sistema Único de Saúde, as maiores queixas são a falta de médicos e medicamentos.

Já na rede de atendimento particular, as reclamações são as altas mensalidades e a falta de cobertura para diversas doenças e exames.

Outros problemas citados foram: a longa espera para marcar consultas no SUS e a longa espera no atendimento de emergência.

Críticas à formação dos médicos e a falta de investimentos públicos ficaram com a quinta e sexta colocação entre as prioridades.

Outros três problemas se referem aos planos de saúde que, além da mensalidade cara e cobertura falha, não oferecem ou dificultam o reembolso de procedimentos que deveriam ser de uso livre.

É o caso, por exemplo, da assistência aos recém-nascidos, internação e consultas ilimitadas.

Por fim, na última colocação, mas reclamado em todo o atendimento, vem o tópico discriminação.

Quase 11% da população brasileira – o equivalente a mais de 15 milhões de pessoas – se sentiram discriminadas tanto na rede pública como na particular.


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here