Mais de mil pessoas protestaram contra reajuste de 20% a 40%, em média

Mais de mil manifestantes ocuparam a Câmara Municipal de Leme (SP), na noite da segunda-feira (4), para acompanhar a segunda votação do projeto de lei que aumenta o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da cidade. A lei foi aprovada por unanimidade pelos 16 vereadores presentes. Um vereador faltou à sessão.

De acordo com a diretora de Receitas da prefeitura, Regina Penteado, o reajuste foi de, em média, 20% a 40% e passa a valer a partir de 1º de janeiro de 2018.

O valor varia de acordo com cada local da cidade e foi estipulado com base em um estudo feito por uma consultoria contratada pela administração pública.

Segundo Regina, os valores dos imóveis estava defasado, pois a a última avaliação foi realizada em 2009.

Plenário lotado e temor do vereadores

O plenário ficou lotado. De acordo com a Guarda Municipal, 250 pessoas conseguiram acompanhar a sessão dentro da Câmara com cartazes e faixas, mas muitas pessoas ficaram do lado de fora do prédio protestando.

A sessão foi iniciada às 18h30 e a votação do aumento do IPTU começou às 20h e foi até às 21h40. Após o fim da sessão, os parlamentares esperaram por mais de uma hora dentro da Câmara, até a chegada da Polícia Militar, para irem embora, com receio da população que era contrária a proposta e estava nervosa com a aprovação.


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

+ CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here