Segundo sua assessoria de imprensa a autarquia não teria recebido nenhuma penalidade.

Na tarde desta quarta-feira (1) o Saema recebeu profissionais da Vigilância Sanitária do Estado em uma ação que está ocorrendo entre as empresas de sistemas de abastecimento de água.

Com a visita, a autarquia foi orientada sobre a Portaria Federal que estabelece que apenas águas classificadas como “Mineral Natural” e “Natural” e que estão sujeitos às normas do Departamento Nacional de Proteção Mineral, são águas passíveis de envase.

Tratando-se de água tratada, o Saema atendeu às ordens da Vigilância e destruiu os copos para envase, lacrando a máquina de envase e encerrando assim o serviço de envase de de água.

De acordo com informações, o Saema realizava o envase desde 2001 e está tranquilo em relação à ordem dada pela Vigilância, e segundo sua assessoria de imprensa a autarquia não teria recebido nenhuma penalidade.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial deste texto sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados ao site REPÓRTER BETO RIBEIRO

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here