10º BAEP prende dez criminosos após roubo da loja Casas Bahia em Santa Bárbara d’Oeste, SP

Celulares e tablets foram recuperados pelos policiais, que também apreenderam armas e drogas.

O Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) prendeu dez suspeitos de envolvimento no roubo de celulares e tablets de uma loja de rede varejista, em Santa Bárbara d’Oeste (SP), na tarde desta terça-feira (12). Não houve feridos.

O crime ocorreu em uma unidade da Casas Bahia que fica na Rua Santa Bárbara, no Centro, por volta das 13h. Segundo a Polícia Militar, ao menos quatro criminosos entraram na loja, renderam funcionários e tiveram acesso ao estoque.

clique na imagem e saiba mais

O Baep informou que três carros esperavam do lado de fora para que eles pudessem fugir, mas testemunhas anotaram as placas desses veículos e passaram para a polícia que, em patrulhamento pela região do Jardim Esmeralda, localizou um dos automóveis estacionado em uma casa que servia como uma espécie de base para o grupo.

“A equipe chegou até o local e visualizou o indivíduo saindo do imóvel. Esse indivíduo viu a viatura e voltou correndo para dentro, como se estivesse querendo se esquivar da abordagem. Foi possível verificar também na garagem do imóvel o veículo que havia sido citado na denúncia anterior. As equipes do Baep imediatamente realizaram a abordagem desse indivíduo no interior da residência, onde foram localizados mais outros nove indivíduos”, detalhou o tenente Glauber Stamato, do Baep de Piracicaba.

Na casa foram localizados os materiais eletrônicos, um tijolo de maconha, dois revólveres e uma balança de precisão. Os presos vão responder por roubo, tráfico de drogas e organização criminosa. O peso da droga e a quantidade de celulares e tablets recuperados não foram informados até a última atualização desta reportagem. Ainda conforme a polícia, essa quadrilha já atuou em outras cidades, inclusive no litoral de São Paulo, tentando roubar e furtar aparelhos eletrônicos de lojas.

Em nota, a Casas Bahia confirmou o ocorrido, informou que não houve feridos e que a loja segue funcionando normalmente. “A empresa segue prestando suporte aos órgãos competentes”, acrescentou.