2020 terá nove feriados prolongados; saiba quais são

Por ser ano bissexto, quatro datas que caíram no fim de semana este ano ficarão para segunda ou terça-feira.

O ano de 2019 tem apenas mais um feriado nacional pela frente: o Natal. Mas, em 2020 o brasileiro terá nove feriados prolongados. É o dobro dos feriadões deste ano. O número de dias de folga pode ser ainda maior em algumas cidades, porque estados e municípios também podem decretar feriados locais. A lista oficial de feriados nacionais ainda não foi divulgada pelo Ministério da Economia. 

O maior número de folgas se dá porque 2020 é ano bissexto, com 366 dias. Com isso, feriados que caíram aos fins de semana em 2019 ocorrem na segunda ou na terça-feira em 2020. Esse é o caso de Tiradentes (21 de abril), Independência do Brasil (7 de setembro), Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e Finados (2 de novembro).

A primeira folga prolongada de 2020 é o Carnaval, ponto facultativo, que cai no dia 25 de fevereiro. Para emendar, é preciso que a empresa decrete dias de folga para os funcionários. Já servidores públicos não trabalham. A lista de folgas prolongadas também conta outro ponto facultativo, Corpus Cristhi, em 11 de junho. O primeiro feriado do ano, 1º de janeiro, cai na quarta-feira.

Segundo Guilherme Dietze, assessor econômico da FecomercioSP, o impacto econômico do aumento de feriados em 2020 deve ser pequeno na economia, com perca de cerca de um dia de faturamento no ano. Segundo Dietze, com a economia dando sinais de melhora, o impacto das folgas gerais são menos sentidos já que as pessoas estão saindo de casa para viajar ou consumir. “Se cai o movimento em uma loja de roupa ou em algum outro lugar no comércio, movimenta as cidades turísticas”, explica. 

Projeto quer menos feriados

Tramita no Congresso Nacional um projeto de lei que prevê antecipar para segunda-feira os feriados que caírem nos demais dias da semana, com exceção dos que ocorrem nos sábados e domingos e de algumas datas especiais. A proposta foi aprovada em uma comissão do Senado em junho e seguiu pela Câmara.

Pela proposta, pelo menos três feriados seriam antecipados para segunda quando caíssem durante os dias úteis da semana: Tiradentes (21 de abril), Finados (2 de novembro) e Proclamação da República (15 de novembro).