REPRESAS SE MANTÉM COM ÓTIMOS NÍVEIS DE ÁGUA

As represas de Araras/SP, vem se mantendo desde o fim do ano passado estáveis. Os níveis atualizados em: 17/04/2017 pelo SAEMA (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente), mostram a Hermínio Ometto, Tambury/Santa Lúcia e Água Boa, todas operando com 100% de suas capacidades.

De acordo com o Presidente da Autarquia Rubens Franco Junior, mesmo diante dessa situação segura, devemos manter os hábitos de economia de água.

clique na imagem e saiba mais

DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO DE ÁGUA

Pequenas economias somadas dão grandes resultados

No banheiro:

– É o lugar onde mais se consome água em uma residência.

– Feche a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba.

– Não tome banhos demorados. Tente limitar em 6 minutos. Além de economizar água, economiza-se também energia elétrica.

– Descarga gasta muita água em um único aperto. Não acione à toa e aperte somente o tempo necessário. Mantenha a válvula de descarga sempre regulada para funcionar de maneira correta. Se for construir ou reformar, escolha sistemas de descarga com caixa acoplada de 6 litros.

– Não jogue lixo no vaso sanitário. Evite entupimento.

Na lavanderia:

– Deixe a roupa acumular e lave tudo de uma vez.

– Se for lavar a roupa na mão, feche o tanque, coloque as roupas de molho em água e sabão e só use água corrente para enxaguar.

– Feche a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa.

– Não use sabão em excesso para evitar maior número de enxágües.

– Só use a máquina de lavar com a carga máxima de roupas.

– Reaproveite a água da máquina de lavar roupas para lavar o quintal.

Na cozinha:

– Antes de lavar a louça, limpe os pratos e panelas. Tampe a pia e coloque água com sabão até a metade. Ensaboe tudo, deixando a torneira fechada. Enxágue tudo de uma só vez.

– Para lavar e desinfetar frutas e verduras deixe-as de molho por 15 minutos em uma mistura de água com um colher de sopa de água sanitária por litro. A seguir, para neutralizar o gosto do cloro, deixe-as de molho por mais 10 minutos em outra solução de água, desta vez contendo duas colheres de sopa de vinagre por litro. Se persistirem sujeiras, retire-as mantendo a torneira fechada.

– Se usar máquina de lavar louça, só ligue quando estiver cheia.

– Utilize sabão ou detergente biodegradável que não poluem os rios, porque se decompõe mais facilmente.

– Lembre-se sempre de guardar o óleo de fritura em uma garrafa para ser encaminhada a entidades que reutilizam este material, evitando que o óleo seja jogado dentro da rede de esgoto, contaminando nossos rios.

No jardim, no quintal, na calçada:

– Ao lavar o carro use um balde e um pano em vez de mangueira. Procure lava menos o carro, principalmente na época de falta de chuvas.

– Não regue as plantas em excesso ou com mangueira. Use um balde ou um regador. Não regue nas horas mais quentes do dia ou quando estiver ventando muito para evitar a perda de água pela rápida evaporação.

– Não use mangueira para limpar a calçada e sim uma vassoura. Quando necessário, use um balde no final da limpeza.

– Procure aproveitar a água das chuvas. Capte-a na saída das calhas. Use para regar o jardim ou limpar a casa.

– Mantenha a caixa d’água limpa. Ela deve ser lavada pelo menos a cada 6 meses.

Verifique vazamentos:

– Fique sempre atento às contas de água: quaisquer alterações elevadas de valores em sua conta pode haver vazamentos.

– Torneira pingando desperdiça muita água. Feche bem as torneiras para que não pinguem.

– Verifique o vaso sanitário jogando cinzas no fundo. Se houver movimentação é porque há vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

– Para detectar vazamentos como canos furados, mantenha os registros abertos, feche todas as torneiras e saídas de água do imóvel, não use o sanitário e observe se o relógio de água (hidrômetro) se altera depois de uma hora sem uso de água.

– Observe se não há manchas de umidade nas paredes.

– Conserte os vazamentos de imediato, assim que forem notados.

– Avise imediatamente a Prefeitura ou o Serviço de Água do seu município quando notar vazamentos de água nas ruas.

Quanto desperdiça:

– Escovar dentes com torneira aberta: 18 litros.

– Lavar louça com torneira aberta: 100 litros.

– Lavar carro com mangueira em meia hora: 560 litros.

– Lavar calçada com mangueira: 270 litros.

– Banhos longos: 95 a 180 litros.

– Torneira pingando: 45 litros por dia.

Outras dicas para preservar a água:

– Não jogue lixo nos lagos, córregos, rios e mar.

– Não jogue óleo de frituras ou restos de comida em pias ou no vaso sanitário, pois pode causar entupimentos e dificulta o tratamento de esgoto.

– Para reduzir o nível de poluentes presentes na água, use quantidades menores de produtos de higiene e limpeza.

– Novos edifícios com hidrômetros individuais por apartamento estimulam a economia de água e a conta é mais justa, pois cada família só paga o quanto consome.

– Adote a idéia do reuso da água sempre que possível.

– Enonomizar energia também é uma forma de economizar água. Ao sair, apague a luz.

– A preservação da água depende também da proteção das árvores. Preservar as matas ciliares é garantir a existência dos rios. Plante uma árvore!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a quantidade necessária e suficiente de consumo médio de água por habitante em centros urbanos é de 140 litros por habitante por dia. Tente alcançar esta meta!

Lembre-se: Conscientize o maior número de pessoas que você conheça sobre o uso racional da água. A água é um bem finito e escasso.

Escrito por Beto Ribeiro com informações do SAEMA