4 dicas para aumentar a sua produtividade no Home Office

A produtividade é uma das maiores preocupações, não apenas por parte do trabalhador, mas por parte da empresa.

Colaboradores felizes e que trabalham bem em equipe tendem a não postergar a feitura das suas atividades e, geralmente, conseguem atuar de maneira a entregar mais coisas em menos tempo.

Quando a cultura organizacional da empresa não está boa, a liderança não está cumprindo com os seus compromissos ou há insatisfação com detalhes relativos à corporação – como quando não há o oferecimento de benefícios flexíveis ou quando o trabalhador sente que não tem espaço para falar -, o resultado é sempre o mesmo.

Qual seria? Perda da qualidade do serviço oferecido, com menos entrega do que seria desejado. E isso não é tudo: empresas com funcionários pouco motivados ou que sentem que não estão sendo valorizados também precisam enfrentar altos índices de turnover, que é a rotatividade de colaboradores.

Isso não é interessante por uma série de razões. A primeira é que a rotatividade causa impacto nos cofres da empresa; a segunda, claro, está no fato de que, ao perder talentos para a concorrência, a companhia perde a chance de crescer e revolucionar o mercado no qual está inserida.

Para evitar o desperdício de talentos, torna-se fundamental oferecer um bom pacote de benefícios, com plano de previdência privada, plano de saúde, vale-cultura e, sempre que possível, a possibilidade de home office.

É sobre esse último item, aliás, que nós falaremos neste artigo. E quando o problema de produtividade não está ligado à empresa, mas à dificuldade de produzir, por parte do funcionário, em sua casa?

4 Dicas para aumentar a produtividade no home office

A primeira dica é: se possível, saia do seu quarto.

A maior parte de nós, quando está no espaço em que costuma dormir, é seduzido pela cama. Isso faz com que não estejamos realmente conectados no que estamos fazendo (e que acabemos cedendo à tentação de tirar um cochilo fora de hora).

Isso não é tudo. Quem trabalha no quarto, às vezes, tem enorme dificuldade de “desplugar” das horas de serviço. O cérebro, acostumado ao ambiente de trabalho, começa a associar o quarto às tarefas profissionais que devem ser cumpridas.

Além de gerar inquietação, que pode desembocar no aumento do estresse e em insônia, trata-se de uma mistura de mundos que não faz sentido. O que é do trabalho deve permanecer no trabalho, e o trabalhador tem todo o direito de ter o seu momento de privacidade, solidão ou tranquilidade.

Como se pode imaginar, trabalhar na cama também não é uma boa ideia. É negativo para a postura, você pode ter problemas para dormir e, de quebra, perder em produtividade. Nada do que desejamos, certo?

Prepare-se para o dia de trabalho

Levante-se sempre no mesmo horário e evite ficar mais tempo do que o necessário na cama. Para começar o dia, tome um bom banho, coloque uma roupa que não lembre o pijama – acredite, isso faz diferença! -, tome um café da manhã e, então, dê início às suas atividades.

É natural, especialmente para quem não tinha o costume de fazer home office antes da pandemia, ter dificuldade para associar o espaço da sua casa ao seu escritório. Por isso, agir como agiria em um dia tradicional pode ajudar a “virar a chave”.

Elimine as distrações

Tente não trabalhar perto de fontes de distração, como televisões ou janelas que dão acesso direto para a rua. Quando estamos mentalmente dispersos, somos seduzidos por sons e cores, pela movimentação dos transeuntes e pelo barulho dos carros.

Nem todas as casas têm espaço para a criação de um home office silencioso e com as condições ideais; sabemos disso. Apesar disso, podemos tentar fazer o melhor com aquilo que temos.

Se a sua casa é muito barulhenta, tente conversar com os outros moradores e explicar a eles que precisa de silêncio para trabalhar. Geralmente, isso é o suficiente para diminuir os ruídos e auxiliar no seu processo de concentração.

Desenvolva métodos para concentração

Por fim, às vezes não é possível estar em total silêncio. Da mesma forma, às vezes pessoas da casa precisam se locomover de um lado para o outro, os vizinhos fazem barulho, etc.

O que fazer nesses casos? Primeiro, tentar manter a calma. Nem sempre é possível controlar o mundo e as outras pessoas, e quanto mais tentamos fazer isso, mais estressados ficamos.

Compre um fone de ouvido de boa qualidade, que promova isolamento acústico. Isso deve ser o suficiente para abafar o som e ajudá-lo a concentrar. Caso funcione para você, coloque música clássica, como Chopin ou Beethoven, em um volume médio.

Para muitas pessoas, os sons em questão ajudam a “desligar” do mundo exterior e se concentrar apenas no trabalho que se apresenta. Se você nunca tentou fazer isso, pode ser valioso experimentar!

Práticas de relaxamento e concentração também podem ajudar no aumento da produtividade, na manutenção do estresse e no desenvolvimento de foco, mesmo nas adversidades.

Procure informações sobre mindfulness, hipnose e meditação guiada. E não se esqueça de, sempre que possível, fazer atividade física. Esse combo costuma ajudar – e muito! – na reorganização mental de uma pessoa.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT