4º participante no latrocínio de idoso Jair Orlandini, se entrega à polícia e é preso em Pirassununga, SP

Na sexta-feira (4), um casal foi preso e um menor foi apreendido. Jair Orlandini, de 72 anos, trabalhava como caseiro em uma chácara e desapareceu em 25 de fevereiro.

Um jovem de 21 anos, o quarto integrante do crime de latrocínio contra um idoso, em Pirassununga, se entregou à Polícia Civil de Leme (SP), nesta segunda-feira (7). Ele era considerado foragido da Justiça e foi preso.

Na sexta-feira (4), a polícia já havia prendido um casal e apreendido um menor que são acusados da morte do caseiro Jair Orlandini, que foi encontrado sem vida, com as mãos amarradas, em uma área próxima às margens do rio Mogi Guaçu. O idoso estava desaparecido desde 25 de fevereiro.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, o indivíduo se apresentou no Departamento de Inteligência da Polícia Civil. Ele permaneceu em silêncio e disse que iria se manifestar apenas em juízo.

O advogado de defesa dele, José Luís Stephani, informou que o caso vai ser esclarecido no decorrer do processo e que os fatos não aconteceram como foi relatado pelos demais indivíduos. Após a apresentação, ele foi encaminhado à cadeia pública de Pirassununga.

Investigação

Segundo informações do policial civil Rogério Nascimento dos Santos, da Polícia Civil de Santa Cruz da Conceição, após uma denúncia de que dois ou três jovens moradores no bairro de Souza Queiroz, que fica na divisa entre Pirassununga, Leme e Santa Cruz da Conceição, poderiam ter vendido o carro da vítima pelo valor aproximado de R$ 4 mil.

Um dos envolvidos no crime foi preso e deu sua versão, alegando que ele havia participado do roubo, mas dois outros indivíduos, sendo um deles menor, haviam amarrado a vítima e a colocado no porta malas do seu próprio carro.

Ainda segundo o mesmo, em determinado momento, os outros dois participantes do roubo, pararam o carro, esfaquearam Orlandini, deram uma paulada na sua cabeça e o abandonaram na beira da estrada.

Ele levou os policiais até onde o corpo havia sido deixado. No local, os policiais encontraram a vítima já em estado de decomposição. Ele foi reconhecido com ajuda de fotos que os familiares cederam ao registrarem o Boletim de Ocorrência do desaparecimento, em fevereiro.

Após o encontro do cadáver, os policiais foram em busca dos outros dois envolvidos. Um deles, não foi encontrado e é considerado foragido.

Os policiais também foram até a casa de um menor de idade, em Santa Cruz da Conceição. A mãe disse que ele estava na casa da namorada, em Santa Rita do Passa Quatro, e permitiu que os policiais revistassem a residência. No local foram encontrados uma bomba de aplicação de defensivos agrícolas e uma caixa térmica, ambas roubadas da propriedade onde Orlandini trabalhava.

Com a ajuda da mãe, o menor se apresentou na delegacia. Ele disse aos policiais que foi convidado para participar de um roubo, levando dois homens em seu carro até a propriedade, e que por um tempo ficou do lado de fora, enquanto os dois outros homens entravam na residência, perto do seu carro, depois entrou na garagem e pegou os objetos que foram encontrados na sua casa.

O menor foi apreendido e deve ser encaminhado a uma unidade da Fundação Casa da região. A polícia prendeu ainda a companheira do homem que foi preso. Ela é suspeita de ter arquitetado o crime. O casal foi levado para a cadeia de Pirassununga.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP