6 Estratégias para vender mais online enfrentando crises econômicas

A diferença entre um negócio ter sucesso e ir à falência está na capacidade de manter as vendas e o fluxo de caixa, apresentando resiliência nestes períodos desfavoráveis.

Um termo que preocupa qualquer empreendedor são as crises econômicas. A instabilidade do mercado atrelados a questões políticas e de saúde, são fatores externos inerentes a qualquer empresa.

A diferença entre um negócio ter sucesso e ir à falência está na capacidade de manter as vendas e o fluxo de caixa, apresentando resiliência nestes períodos desfavoráveis.

O e-commerce e as vendas online certamente são a melhor forma de manter a competitividade. Portanto, se ainda tem qualquer dúvida disso, podemos citar as seguintes razões para esse fato:

  • Trata-se do local onde o público está massivamente;
  • Custo-benefício do marketing digital maior se comparado ao tradicional;
  • Tudo pode ser acessado remotamente de um computador ou smartphone;
  • Existe a possibilidade da automatização de estratégias;
  • Se trata da principal tendência do mercado.

 

Ainda que o meio digital exista como uma solução, demanda uma exigência, a boa presença online da marca.

Essa é uma construção diária de relacionamento com o público e compreende todas as ferramentas que a sua empresa de entrega motoboy, por exemplo, utiliza para criar sua representatividade no ambiente digital, ou seja, seu posicionamento.

Essa representatividade está relacionada com a construção da autoridade de uma marca, e consequentemente, com sua credibilidade.

Ter ou não um bom posicionamento online é o que faz com que determinado usuário opte por pesquisar informações e tirar suas dúvidas especificamente em seu ambiente online, seja no site oficial de vendas, no blog ou nas redes sociais do seu negócio.

Portanto, o que difere a sua empresa entrega encomendas das outras deve ser pensado com muito cuidado trará muitos insights para manter ou até aumentar as vendas de seu serviço em tempos de crise.

Além disso, essas 6 estratégias para vender mais online e superar as crises, que invariavelmente aparecerão ao longo do tempo. Elas estão compiladas aqui justamente para que você pense e repense na realidade de seu negócio e perceba quais são as ações válidas necessárias de acordo com a realidade do seu negócio.

1.  Defina a estratégia de marketing digital adequada

Independente de qual seja o seu negócio ou empresa, se estamos falando de uma mega joalheria ou da revenda isolada de corrente de ouro branco feminina. Apenas uma coisa é certa, a relevância da estratégia de marketing digital escolhida será a base da construção da autoridade da sua marca.

Entre os principais pontos que devem ser considerados estão:

 

  • Estude o mercado e o público;
  • Defina seu público-alvo e a persona(s);
  • Defina metas específicas e objetivos;
  • Faça planejamentos de curto, médio e longo prazo;
  • Defina métricas para analisar os resultados;
  • Analise os dados de forma coerente e contextualizada;
  • Aproveite todo tipo de resultado para melhorar mais.

 

Existem uma série de diferentes estratégias dentro do marketing digital, que podem ser trabalhadas em conjunto, portanto, procure quais se encaixam na realidade da sua empresa.

2.  Ajuste o funil de vendas

O conceito de funil de vendas se refere à trajetória de cada usuário em relação ao seu produto. Compreende a jornada que o usuário percorre desde o primeiro contato com sua marca por um flyer de divulgacao, por exemplo, até que ele se torne um cliente real.

A dica aqui é automatizar suas estratégias. Dessa forma é possível trabalhar de forma personalizada cada lead, respeitando a etapa em que ele se encontra. O bônus é que a automação existe justamente para tornar a jornada de compra mais rápida e menos onerosa, ao mesmo tempo que já está criando e mantendo uma relação com o cliente.

Um funil de vendas bem trabalhado é eficiente na geração de leads e sua qualificação, além de servir de parâmetro para dimensionar a equipe de vendas. Portanto, faça planejamentos pensando nas diferentes etapas, estruture seu funil de acordo com suas metas e objetivos, e faça ajustes conforme os resultados.

3.  Amplie sua rede de contatos: o networking

A criação e manutenção do relacionamento é fundamental para ser pensada em um contexto geral e amplo. Investir na presença online de uma marca não se refere exclusivamente à relação com os consumidores.

Todo o mercado envolvido nesse cenário deve ser levado em consideração, como outras empresas que fazem parte da cadeia de produção, fornecedores. Além daquelas que ainda que não sejam relacionadas diretamente ao mesmo segmento que a sua, mas possuem o público-alvo em comum.

Por exemplo, supondo que seu negócio seja uma confecção especializada em camisa de uniforme social, faz todo sentido manter e desenvolver uma boa relação com empresas que trabalham com outros itens de vestuário direcionadas para o mesmo público.

Afinal, o seu cliente não consome somente o seu produto. Ter um canal consistente de contato com influencers e formadores de opinião também é de grande valor para criar e consolidar sua presença online.

Ao criar um relacionamento com essas pessoas conseguirá uma alavancagem da presença online de sua confecção, por exemplo. Se elas usarem sua nova coleção de camisa gola polo personalizada ou apenas apontarem sua marca como uma boa opção aos seguidores que possui, criará um impacto dentro do público dos influenciadores, que pode ser gigantesco.

4.  Trabalhe na conquista de novos clientes

Como já abordado anteriormente, lidar com clientes, de forma geral, depende do estudo, mapeamento e definição de estratégias. Visto que é a base de qualquer negócio e só assim você saberá onde está o público e como conversar com ele.

Use seu funil de vendas para qualificar adequadamente os leads, concentrando seus esforços e ações de acordo com essa qualificação, e não de forma aleatória. Aproveite de um recurso valioso que você já possui: sua equipe de vendas. Incentive toda equipe a ser ativa na conquista de novos clientes. Motive-os, ofereça premiações e ou comissionamento diferenciado.

Indicações valem ouro

Peça, incentive e aproveite indicações de clientes existentes. Desde o início dos tempos, uma indicação é a forma mais garantida de obter um lead qualificado. Atente-se que ao trabalhar com indicações, um pilar deve já estar muito bem estruturado: a qualidade do seu produto e do serviço.

Um ótimo exercício é colocar-se no lugar do cliente e avaliar criteriosamente toda sua jornada. Se sua empresa for uma joalheria, por exemplo, imagine que você é um cliente em busca de um anel de diamante para noivado. Faça a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Por que escolher sua joalheria e não a concorrente?
  • O atendimento da equipe de vendas satisfaz as expectativas?
  • Se trata de um produto de qualidade?
  • Você indicaria o seu negócio (se não fosse seu)?

 

Considere todos os pontos, desde o processo de descoberta da sua marca, o atendimento, tanto a receptividade quanto a capacidade de esclarecer dúvidas e resolver problemas, e o produto ou serviço final.

5.  Cuide muito bem dos clientes já existentes

Claro que o objetivo de qualquer negócio é conseguir novos clientes. No entanto, os custos envolvidos para conquistar um cliente novo são bem maiores do que para fidelizar os já existentes. Principalmente, em tempo de crise, essa fidelização é fundamental, até mesmo porque serve de motriz para as indicações.

Portanto, aplique capital na satisfação dos clientes. Interaja e busque desenvolver ações de relacionamento diretas, um bom sistema de CRM ajudará muito, e receba feedbacks com atenção.

Aliás, sempre faça pesquisas de satisfação e use essas informações valiosas para o crescimento de sua empresa e para direcionar seus esforços, como uma acao de marketing promocional.

6.  Aprenda com todo tipo de resultado

Falamos da importância de definir métricas e parâmetros de avaliação, assim como sobre os feedbacks diretos dos clientes. A dica é aproveitar esses dados da melhor forma possível, todo o arcabouço de informação de uma empresa pode ser encarado como um tesouro próprio.

Visto que dados são recursos valiosos e pedem todo um planejamento exclusivo sobre a forma que serão trabalhados e avaliados. Dados reais e análises bem feitas devem ser a base para qualquer tomada de decisão no meio empresarial.

Se o objetivo é lucro, abandone os “achismos” e se paute em certezas. É fato que o mercado é imprevisível, estando sujeito a repentinas mudanças. Mas, um embasamento adequado permite que você, enquanto gestor, possa prever de forma mais confiável quais são as tendências de comportamento para o mercado que está inserido, assim como saber qual a melhor forma e momento de agir.

Considerações finais

Quando o assunto é otimização dos resultados e aumento da produtividade, principalmente em tempos de crises, o mantra é “planejamento”. Partindo de uma estratégia fundamentada e robusta, será bem simples implementar a automação de suas atividades de marketing e escalonar seus resultados.

Seja empreendedor, busque alternativas, ideias e novas formas de fazer a realidade de seu negócio. O impacto positivo gerado pelos esforços de criar uma boa presença online é inegável, aumentando as vendas de forma imediata, muitas vezes.

E permaneça atento, pois o posicionamento de uma marca é um processo contínuo de desenvolvimento do relacionamento direto e indireto com seu público.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT