64% dos jovens latino-americanos vivem em situação de vulnerabilidade

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


A ONU afirma que é necessário oferecer postos de trabalho formais e bons serviços públicos para esses jovens.

A juventude está cada vez mais invisível para o Poder Público. De acordo com a Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), 64% dos jovens latino-americanos são de famílias pobres ou vivem em situação de vulnerabilidade social e, por conta disso, não conseguem entrar para a classe média consolidada.

Um quarto da população da América Latina e Caribe tem idade entre 15 e 29 anos. Ou seja, são 163 milhões de cidadãos latino-americanos e caribenhos.

Como uma solução para mudar esse cenário, a ONU afirma que é necessário oferecer postos de trabalho formais e bons serviços públicos para aumentar a confiança dos jovens nas instituições.

Ainda, as Nações Unidas reforçam que a desigualdade social é uma das maiores ameaças ao desenvolvimento sustentável.

Fonte: ONU Brasil

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!