Ação conjunta entre CGM e PM termina com prisão em flagrante por tráfico de drogas após denúncia em Araras, SP

Operação foi realizada pelas equipes de ROMU e Força Tática.

Na noite de sábado (6), uma ação conjunta das Forças de Segurança de Araras (SP), terminou com prisão em flagrante por tráfico de drogas e apreensão de mais de 200 pinos de cocaína.

De acordo com informações equipes de ROMU – Ronda Ostensiva Municipal, da Guarda Civil Municipal, composta pelo subinspetor Anilton, GCM Wendel e GCM Lindman e Força Tática da Polícia Militar, composta pelo soldado Consoni e soldado Carlos, receberam uma denúncia de que um veiculo C4 prata estaria fornecendo drogas para os pontos de venda já conhecidos pelas equipes.

Saturação pela região leste

A partir dessa informação começaram a saturar a ZONA LESTE, bem como os pontos de venda de droga na região na tentativa de localiza o veiculo. Durante o patrulhamento a equipe de ROMU deparou como veiculo pela Avenida Presidente Vargas cruzamento com a rua Lourenço Batistela, de imediato foi abordado sem reação.

Já com o apoio da equipe de Força Tática que se encontrava próxima ao local, foi feita a vistoria veicular bem como a revista pessoal no condutor, o qual de imediato foi reconhecido, devido seu histórico criminal, sendo durante a revista pessoal nada de ilícito foi encontrado, porém ao revistar o veiculo, foi encontrada uma certa quantia de eppendorf pronta para a comercialização.

Autorizou entrada em sua casa

Perguntado sobre a droga no veiculo e se haveria mais drogas em sua casa, o condutor veio a confessar que realmente estava sim trabalhando na “biqueira” porém não havia mais nada com ele e nem em sua residência, foi perguntado para o mesmo se ele autorizava os policiais entrarem em sua residência para a confirmar se realmente não haveria nada em sua casa, de imediato autorizou afirmando que na residência estaria apenas sua mãe e que não teria nada lá, nem mesmo um eppendorf para seu consumo.

Apreensão de mais drogas

Diante das informações obtidas anteriormente, na qual dizia que ele guardava em sua residência, as equipes decidiram por bem, com a autorização do mesmo, bem como de sua mãe que compareceu ao local da abordagem, entrar na residência que fica cerca de 200 metros de onde foi abordado, onde foram localizados mais 150 pinos de cocaína conforma explica o subinspetor Anilton, que falou com exclusividade à nossa reportagem.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT