Acidente com Maria Fumaça deixa duas mulheres feridas em Campinas, SP

Caso aconteceu na tarde deste sábado, na ponte sobre o Rio Atibaia. Primeira vítima sofreu ferimentos leves, enquanto que a segunda teve o braço amputado, segundo o Samu.

Duas mulheres, de 23 e 28 anos, ficaram feridas após um acidente envolvendo a Maria Fumaça que faz a rota turística entre Campinas (SP) e Jaguariúna (SP) na tarde deste sábado (9), na metrópole. A primeira vítima sofreu ferimentos leves, enquanto que a segunda teve o braço amputado, de acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Segundo a administração do trem, o acidente aconteceu por volta de 13h, quando ele se deslocava de Jaguariúna para Campinas, no sentido da Estação Anhumas. A composição tinha duas locomotivas – a Maria Fumaça e outra a diesel – que transportavam aproximadamente 200 pessoas. O veículo apitou para avisar que estava se aproximando e chegou a parar, mas não evitou o choque.

A mulher de 23 anos foi atingida e teve o braço amputado. Já a de 28 tentou escapar da batida ao pular da ponte e sofreu escoriações. No momento do acidente, haviam dois casais e cinco crianças fazendo a travessia na ponte. Parte das pessoas conseguiu atravessar a tempo, mas as duas vítimas ficaram para trás.

O trem transportou as pessoas por 200 metros até o Clube de Campo dos Ferroviários para que o Corpo de Bombeiros, Samu e helicóptero Águia da Polícia Militar fossem acionados. A vítima com ferimentos leves foi socorrida ao Hospital Municipal Doutor Mário Gatti, em Campinas. Já a mulher que perdeu o braço foi levada pelo Águia ao Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo (SP). A paciente vai ser submetida a um procedimento de reimplante.

Ponte sobre o Rio Atibaia — Foto: Paulo Gonçalves/EPTV

A equipe fez tudo o que estava ao alcance

O gerente da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) afirmou que o trem anda em uma velocidade máxima de 25 km/h, mas quando faz travessia em pontes, a orientação é para passar ainda mais devagar. Segundo ele, a equipe fez tudo o que estava ao alcance para tentar parar a Maria Fumaça antes de atingir as pessoas.

Por conta do acidente, o passeio precisou ser interrompido durante o atendimento às feridas, mas a operação foi normalizada pouco tempo depois, informou a administração da Maria Fumaça. Um boletim de ocorrência foi registrado no 4º Distrito Policial de Campinas.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT