Advogado Kleber Luzetti alerta sobre golpe do boleto falso

Boleto fraudado é enviado por e-mail, WhatsApp e pode chegar até por correspondência.

Um golpe tem feito muitas vítimas a partir do uso de boletos falsos, os estelionatários enviam boletos fraudados por e-mail, em arquivo PDF, no WhatsApp e até mesmo no próprio endereço da vítima induzindo a fazer o pagamento.

O indicado é que antes de efetuar o pagamento de qualquer boleto, o consumidor analise os dados da fatura. Verifique se os três primeiros números são os mesmos do banco responsável pelo recebimento, confira o CNPJ da empresa que emitiu o boleto, se o número do código de barras é o mesmo da parte de cima da fatura e se o valor cobrado realmente corresponde ao valor original da dívida.

Para saber mais detalhes sobre o assunto, nossa reportagem falou com o advogado Kleber Luzetti – Advocacia Fernandes & Luzetti. Assista o vídeo:

Se mesmo tomando todos esses cuidados o consumidor for vítima dos golpistas, deve procurar ajuda da polícia para registrar boletim de ocorrência por se tratar de uma fraude.

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!