Advogado orienta consumidores sobre contratação de serviços de internet, telefonia e tv por assinatura

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Consumidores sofrem para interromper contrato, mesmo quando serviço é ruim.

Antes da assinatura do contrato, tudo para agradar ao futuro cliente: desconto promocional, redução no valor do boleto nos primeiros meses, oferta de mais velocidade na internet, combos exclusivos, pontos de acesso grátis e outros mimos.

Tempos depois, na hora de cancelar o contrato, mesmo quando o motivo é má prestação de serviço, a conversa é bem diferente. Ligações caem ao serem transferidas, os atendentes não parecem dispostos a ouvir e fazem de tudo para impedir a saída do cliente, sem falar na demora para retirada do equipamento.

A via-crúcis que o consumidor tem que percorrer até chegar ao “divórcio” com a empresa é quase sempre longa e, nem sempre, amigável. Nossa reportagem foi procurar mais informações sobre o direito do consumidor com o advogado Kleber Luzetti – Advocacia Fernandes & Luzetti, para esclarecimentos e orientações:

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!