Apicultor recebe apoio da GCM para retirada de abelhas na praça da Escola Estadual Coronel Justiniano em Araras, SP

O apicultor, com mais de 12 anos de experiência, disse que é comum este acontecimento, devido ser um local fechado bem arejado para que as abelhas possam se instalar e produzir o mel.

Na manhã desta sexta-feira (2), o apicultor Vantuir, solicitou apoio da Guarda Civil Municipal de Araras (SP), através do 153, para retirada de uma colmeia de abelhas que estava dentro de uma caixinha de um poste de luz na praça da Escola Estadual Coronel Justiniano Whitaker de Oliveira. Ele agradeceu o apoio da GCM.

A pedido do inspetor Rogério, a equipe de moto da Ronda Comércio, composta pelos GCMs Moscardo e Gerônimo, foram até o local para o apoio e orientação de trânsito e municípes que passavam por perto. O apicultor, com mais de 12 anos de experiência, disse que é comum este acontecimento, devido ser um local fechado bem arejado para que as abelhas possam se instalar e produzir o mel. 

O trabalho, realizado por um apicultor, consiste na transferência da ‘rainha’ para uma caixa que é preparada para receber toda a colméia, logo as demais abelhas seguem naturalmente para o mesmo lugar que a ‘rainha’. Após a retirada, a colmeia é levada para outra área onde deixe de representar risco para a população. A pessoa não deve jamais utilizar atear fogo na colméia, nem colocar produtos tóxicos como veneno e querosene no local. Matar abelhas é crime ambiental, então elas devem apenas ser capturadas, afinal elas são importantes porque muitos dos alimentos que consumimos dependem da polinização das abelhas

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT