Após chuvas, nível do Rio Mogi Guaçu registra vazão maior do que esperado em Pirassununga, SP

Nesta sexta (15), vazão do rio está em 89.11 metros cúbicos por segundo. Segundo secretário de Segurança Pública, alta se deve às chuvas que caíram nas cabeceiras.

Após as chuvas registradas na região desde o fim de semana, o nível do Rio Mogi Guaçu em Pirassununga (SP) voltou a subir e a alta da vazão promete ajudar a piracema, que começa no início de novembro.

Nesta sexta-feira (15), a vazão do rio está em 89.11 metros cúbicos por segundo, o que é considerado um pouco acima do normal, já que o esperado para este período do ano é uma vazão de cerca de 60 metros cúbicos por segundo.

Após chuvas, Rio Mogi Guaçu tem alta vazão em Pirassununga — Foto: Ely Venâncio/EPTV

Chuvas que caíram nas cabeceiras

Segundo o secretário de Segurança Pública de Pirassununga, Paulo Tannus, a alta do rio se deve às chuvas que caíram nas cabeceiras. “Isso faz com que o rio volte a ter o seu fluxo normal e eu espero que a gente continue tendo essas chuvas fortes na cabeceira para o rio poder voltar e a gente ter a nossa piracema a partir de 1º de novembro, com os peixes subindo o rio e a gente ver aquelas belas imagens que estamos acostumados a ver”, declarou.

Tannus relembrou que há cerca de um mês a seca do rio era uma preocupação e como a nova paisagem anima os moradores. “Você voltando aqui, vendo como está o rio hoje, você vê o quanto a natureza consegue se recuperar em tão pouco tempo. Isso é importante para gente que mora aqui em Pirassununga, ver essa beleza do Rio Mogi Guacu, a Cachoeira de Emas voltando a ser o que era antes”

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP