Artesp vê irregularidades na SP-308 e pode multar concessionária em R$ 1,1 milhão

Uma operação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) na Rodovia do Açúcar (SP-308), entre Salto (SP) e Piracicaba (SP), contatou 38 irregularidades no trecho. Segundo o órgão regulador, se a concessionária responsável não fizer os reparos, poderá ser multada em R$ 1,1 milhão.

A maior parte dos problemas identificados, segundo a Artesp, é no pavimento. A agência informou que irá notificar a Rodovias do Tietê, que administra o trecho. O prazo para os reparos varia de 24 horas a 30 dias, dependendo da irregularidade apontada.

Segundo a agência, operações como a realizada na SP-308 nesta quinta-feira (22) verificam itens de segurança. O trecho fiscalizado é de 120 quilômetros. A vistoria constatou locais com buracos no pavimento, asfalto com trincas e depressões, canaletas de drenagem obstruídas ou quebradas, alambrados do canteiro central danificados, entre outros.

clique na imagem e saiba mais

De acordo com a Artesp, a Rodovias do Tietê é responsável pela administração, manutenção e operação de 406 quilômetros de pistas no estado de São Paulo. Além de um trecho da SP-308, também opera uma parte da Rodovia Marechal Rondon (SP-300) e a extensão total das rodovias Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), Doutor João José Rodrigues (SP-113) e Professor João Hipólito Martins (SP-209), conhecida como Castelinho.

Desde o início da concessão, a Artesp diz ter aplicado à Rodovias do Tietê mais de R$ 1,5 milhão. Nos últimos 12 meses, foram 60 notificações por problemas nas pistas administradas pela empresa. O contrato com a companhia prevê obras de recapeamento da SP-308. A partir de abril do ano que vem, obras terão investimento de R$ 28,1 milhões.