Assassino que bebeu sangue de vítima é condenado a 28 anos de prisão

Por todos os crimes, André Soares foi condenado a 28 anos de reclusão, 1 ano e 6 meses de detenção e 30 dias-multa.

O Tribunal do Júri de Samambaia condenou, na segunda-feira (18), André Soares Ferreira, 39 anos, pelo assassinato de Antônio Carlos Pires de Lima (foto em destaque), 33. Ele matou, mutilou, carbonizou e bebeu o sangue da vítima. Por todos os crimes, foi condenado a 28 anos de reclusão, 1 ano e 6 meses de detenção e 30 dias-multa, em regime inicial fechado.

Os jurados aceitaram as qualificadoras apresentadas pela Promotoria de Justiça do tribunal: motivo fútil e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. O réu confessou ter alterado a cena do crime para dificultar a investigação.

A destruição de cadáver foi caracterizada pelo fato de o réu ter carbonizado completamente o corpo da vítima. André está preso desde outubro do ano passado e não terá direito de recorrer em liberdade.

Leia também:

O crime

Os restos mortais da vítima foram encontrados em um terreno baldio na região de Samambaia Norte, na última segunda-feira (4/10), durante um suposto ritual satânico. Investigadores da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) ainda trabalham para identificar qual teria sido o motivo para o assassinato.

Se houve alguma desavença ou se a morte decorreu de algum ritual macabro, de forma premeditada. Delegado adjunto da 26ª Delegacia de Polícia, Rodrigo Carbone – que conduziu as investigações – diz que a vítima foi morta enquanto dormia, em um sofá que havia na casa abandonada, palco do crime. “Apuramos que a vítima foi morta a golpes de tesoura e teve a boca tampada pelas mãos do autor, que usava uma luva de motociclista”, detalhou.

Veja imagens da casa onde ocorreu o crime:

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP