Auxiliar de limpeza é vítima de golpe e perde mais de 2 mil reais no Centro de Araras, SP

Vendo que a mulher continuava caminhando sem notar que havia caído a bolsa, a pegou e foi fazer uma boa ação devolvendo.

Na tarde de terça-feira (8) uma equipe da Guarda Civil Municipal estava em patrulhamento pela rua Tiradentes – região central de Araras (SP), quando foi solicitada por populares, informando que havia uma mulher passando mal e estava sentada na calçada.

Imediatamente os GCMs Alex e Lindman foram até o local e em conversa com a auxiliar de limpeza, de 58 anos, moradora no José Ometto, informou que duas mulheres, sendo uma loira e outra morena, estavam caminhando pela Praça Barão, próximo ao banco Santander, quando de uma delas caiu uma bolsa.

A auxiliar de limpeza, vendo que a mulher continuava caminhando sem notar que havia caído a bolsa, a pegou e foi fazer uma boa ação devolvendo. Ela não sabia, mas a partir daquele momento estaria arrumando um grande problema, e que estavas prestes a cair num golpe.

clique na imagem e saiba mais

De acordo com o boletim de ocorrência, as duas agradeceram e disseram que daria uma recompensa, então desceram pela rua José Bonifácio e no cruzamento com a rua Tiradentes, uma delas seguiu descendo pela calçada virando a rua Visconde do Rio Branco, retornando logo depois mostrando que havia ganho um relógio na loja do pai da outra mulher, e disse para a vítima se dirigir até a loja para retirar sua recompensa, mas não poderia entrar com a sua bolsa, e era pra deixar com elas.

A vítima aceitou, deixou sua bolsa com as criminosas, achando que fossem pessoas honestas, e foi até o endereço indicado para retirar seu “presente”, e não encontrou o estabelecimento determinado. Imediatamente, já desconfiada de algo, voltou rapidinho ao local onde elas estavam, e as duas mulheres já tinham sumido, levando sua bolsa, com cartões de crédito e débito, documentos pessoais e mais de R$ 2.000,00 (dois mil reais) em dinheiro.

A ocorrência foi encaminhada ao plantão da Central de Polícia Judiciária, onde a autoridade presente colheu o depoimento da vítima e abriu inquérito para investigar o caso, e tentar identificar essas duas estelionatárias que podem ou irão fazer outras vítimas na cidade.