Barragem de 108 anos tem classificação de risco alta em Santa Rita do Passa Quatro, SP

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Situação já preocupa os moradores que frequentam cachoeira que fica abaixo do local.

A barragem do Jaraguá, conhecida como São Valentim em Santa Rita do Passa Quatro (SP), é a única da região com classificação de risco de rompimento alta, segundo levantamento da Agência Nacional de Águas (ANA). A situação já preocupa os moradores que frequentam a cachoeira que fica abaixo do local.

Após a tragédia em Brumadinho (MG), o governo divulgou uma lista com 3.386 barragens no país que oferecem perigo.

Represa de mais de 1 século

A obra, que fica 80 metros acima de uma cachoeira, é de 1911. No passado, os engenheiros da Companhia de Força e Luz aproveitaram uma queda para construir a usina para geração de energia.

Na década de 1970 ela foi desativada. Em 1998 passou a integrar o acervo da Fundação Patrimônio Histórico da Energia de São Paulo. O governo federal publicou no Diário Oficial da União resoluções que determinam a fiscalização imediata barramentos em todo o país.

A Agência Nacional de Águas (ANA) monitora desde 2011 a situação do setor no país e todos os anos divulga um levantamento sobre a segurança de barragens, levando em consideração as quatro finalidades existentes: barragens para contenção de rejeitos de mineração, como a de Brumadinho, as de produção de energia elétrica, as de disposição de resíduos industriais e as de múltiplos usos da água. O objetivo é dar transparência à situação das barragens.

Na região, além da barragem do São Valentim, outras represas também terão prioridade na fiscalização. Três em São José do Rio Pardo, uma entre Rio Pardo e Tapiratiba, uma em São João da Boa Vista, uma em Caconde e uma em Vargem Grande do Sul.