Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência será ampliada com dados do Imesc

Plataforma da Secretaria reúne informações sobre educação, saúde, emprego e renda, vulnerabilidade social e esporte.

O Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc) vai agregar mais informações à Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência (https://basededadosdeficiencia.sp.gov.br/), com metadados das perícias de interdição/curatela.

O Termo de Cooperação entre as partes foi assinado nesta quinta-feira (26), na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Estiveram presentes os Secretários de Estado Célia Leão (Direitos da Pessoa com Deficiência) e Fernando José da Costa (Justiça e Cidadania e superintendente do Imesc) e, o autodefensor Roni Vitorino.

Os metadados farão parte da plataforma criada pela Secretaria, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – FIPE, que reúne informações sobre a pessoa com deficiência, organizados nas áreas de educação, saúde, emprego e renda, vulnerabilidade social e esporte.

“A Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência foi criada para subsidiar a tomada de decisão de gestores públicos na definição das políticas públicas regionais ou municipais voltadas à inclusão plena das pessoas com deficiência, como nos orienta o Governador João Doria”, afirma a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

“É o que estamos fazendo com essa parceria, consolidando dados relativos às pessoas com deficiência e aos Governos, como uma forma de enfrentamento às barreiras incapacitantes”, disse. O objetivo é deixar mais robusta as informações da plataforma, que já é fonte de pesquisa para profissionais interessados na causa, estudiosos, pessoas com deficiência, entre outros.

“As informações repassadas irão enriquecer ainda mais a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência, ampliando a quantidade de dados e campo de pesquisa”, disse.

“Estamos contribuindo para a construção de um grande acervo de dados sobre as perícias realizadas com pessoas com deficiência no Estado de São Paulo”, finalizou o Secretário de Justiça e Cidadania e superintendente do Imesc, Fernando José Da Costa.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT