Bilionários da Natura ganham R$ 1,5 bi com valorização das ações após campanha de Dia dos Pais

Os protestos e as convocações de boicote à marca fizeram muita gente apostar numa crise de imagem e, consequentemente, financeira.

Por Juliana Andrade

No último dia 19, a gigante brasileira de cosméticos Natura lançou sua tradicional campanha de Dia dos Pais, a exemplo do que faz todos os anos. Batizada de #MeuPaiPresente, a iniciativa ganhou proporções estratosféricas nas redes sociais graças a um de seus protagonistas: o ator transexual Thammy Miranda.

Os protestos e as convocações de boicote à marca fizeram muita gente apostar numa crise de imagem e, consequentemente, financeira. Não foi o que aconteceu. Desde o dia do lançamento da campanha até quinta-feira (30), as ações da Natura registraram valorização acumulada de 15,5%, passando de R$ 42 em 17 de julho (sexta-feira, antes da veiculação) para R$ 48,58 às 17h02.

clique na imagem e saiba mais

Os ganhos registrados pela companhia influenciaram diretamente a fortuna dos fundadores da companhia, Antônio Luiz Seabra e Guilherme Leal. Juntos, os dois bilionários da Forbes viram seus patrimônios aumentarem R$ 1,544 bilhão. Seabra, sozinho, ganhou R$ 1,05 bilhão, enquanto Leal ficou R$ 494 milhões mais rico.

Após o lançamento da campanha, a empresa chegou a registrar duas quedas nas ações por dois dias consecutivos (23 e 24 de julho). Entretanto, o período foi de perdas e quedas generalizadas entre detentores de grandes patrimônios. Somente hoje, Seabra e Leal atingiram ganhos de R$ 339 milhões e R$ 139 milhões, respectivamente.

* Com informações Forbes Brasil