Bolsonaro pede ‘patriotismo’ a donos de supermercados para tentar reduzir preço da cesta básica

Presidente afirmou que conversa com os donos das grandes redes de supermercados, a fim de manter os preços de produtos básicos.

Durante visita à cidade de Eldorado, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que está pedindo apoio a intermediários e donos de grandes redes de supermercados para evitar a alta do valor dos alimentos básicos. O vídeo circula nas redes sociais e foi postado no canal oficial do presidente no YouTube.

A alta dos itens da cesta básica tem sido debatida em todo o país, inclusive pela Associação do Setor de Supermercados, que divulgou, nesta quinta-feira (3), uma carta alertando para o aumento. Desde o início da pandemia de Covid-19, a procura por esses alimentos cresceu, justamente por haver mais pessoas consumindo dentro de casa.

clique na imagem e saiba mais

No vídeo, publicado nas redes sociais (assista abaixo), o presidente questiona se a população sente o aumento no preço do arroz, feijão e óleo, e diz que está se reunindo com representantes para debater o assunto. “Acabei de conversar com um intermediário, vou conversar logo mais com a Associação dos Supermercados”, diz.

Bolsonaro ainda afirma que não fará nada “no grito”, e que “ninguém vai dar canetada” em lugar nenhum. Ainda conforme o presidente, o aumento nos preços se deu porque a população recebeu o dinheiro do auxílio emergencial. “O pessoal começou a gastar um pouco mais, muito papel na praça, a inflação vem”.

“Estamos conversando, estou pedindo um sacrifício, um patriotismo, para os grandes donos de supermercados, para manter o preço na menor margem de lucro”, finaliza.