Brasil inicia levantamento de estoques privados de arroz, café e trigo

Será a primeira vez que o governo coleta dados sobre os estoques privados de trigo com base em informações fornecidas por produtores e moleiros, disse a Conab.

SÃO PAULO (Reuters) – A agência de estatísticas e abastecimento de alimentos do Brasil Conab lançou uma pesquisa para avaliar o tamanho dos estoques privados de arroz, café e trigo do país, de acordo com um comunicado nesta terça-feira, enquanto a maior economia da América Latina luta com o aumento da inflação dos alimentos .

Será a primeira vez que o governo coleta dados sobre os estoques privados de trigo com base em informações fornecidas por produtores e moleiros, disse a Conab. O levantamento será feito entre 5 e 23 de abril em todas as regiões do país e deve revelar o volume disponível para cada um desses produtos em estoques privados.

“Essas informações, além de contribuir para o nosso banco de dados, são fundamentais para a gestão nacional dos estoques”, disse Sergio De Zen, diretor de política e informação agrícola da Conab, em nota.

Os dados da pesquisa também ajudarão a orientar as políticas governamentais com o objetivo de garantir o abastecimento de alimentos, afirma o comunicado. O governo brasileiro costumava manter estoques públicos de alimentos básicos como milho e soja, mas são caros de manter.

Em uma entrevista recente, Silvio Farnese, diretor de Comércio e Abastecimento do Ministério da Agricultura, disse à Reuters que aumentar as reservas de grãos, como foi feito no passado para regular os preços na entressafra, não é uma opção.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT