Em contrapartida, a rede particular aumentou e ampliou a capacidade em 18 mil e 300 leitos, no mesmo período.

O Brasil perdeu milhares de leitos hospitalares no Sistema Único de Saúde, o SUS, em 10 anos.

De acordo com números de um estudo feito pela Confederação Nacional dos Municípios e divulgados pelo jornal O Estado de São Paulo, foram fechadas 41 mil, 388 vagas em hospitais públicos do país entre 2008 e 2018.

Em contrapartida, a rede particular aumentou e ampliou a capacidade em 18 mil e 300 leitos, no mesmo período.

Em uma conta simples, levando em consideração apenas as quantidades e deixando de lado a diferença entre público e particular, pode-se dizer que o país perdeu, nesses últimos anos, 23 mil e 88 leitos hospitalares, uma média de 6 leitos fechados por dia.

De acordo com o Ministério da Saúde a tendência mundial é de desospitalização.

A pasta ainda ressaltou que, apesar da redução no número de leitos, o atendimento não foi prejudicado.

Segundo o Ministério, a quantidade de internações aprovadas no SUS em 2008 foi de 11 milhões e 100 mil e, em 2017, de 11 milhões e 600 mil.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here