Brasil ultrapassa 330 milhões de vacinas Covid-19 distribuídas

Mais de 272 milhões de doses já foram aplicadas, sendo 154,3 milhões de primeira dose e 118,2 milhões de segunda dose ou aplicação única.

O Governo Federal dá continuidade à maior campanha de vacinação da história do Brasil e nesta semana chegou à marca de 334 milhões o número de doses de vacinas Covid-19 já enviadas para todo País.

Mais de 272 milhões de doses já foram aplicadas, sendo 154,3 milhões de primeira dose e 118,2 milhões de segunda dose ou aplicação única. Com o avanço da vacinação, houve queda de cerca de 90% no número de casos e óbitos pela Covid-19 em sete meses.

Das doses enviadas 116,1 milhões são da Astrazeneca, 112,8 milhões da Pfizer, 100,4 milhões da Coronavac e 4,8 milhões da Janssen. Em 2021, o Ministério da Saúde encomendou mais de 550 milhões de vacinas, com investimento de R$ 28 bilhões até agora.

Campanha

O Governo Federal e o Ministério da Saúde já se antecipam para dar continuidade à campanha de vacinação contra a Covid-19 no ano que vem. Os recursos já estão garantidos para a compra de mais de 350 milhões de doses.

“O orçamento para a aquisição de vacinas Covid-19 está garantido, já considerando todos os cenários possíveis para o ano que vem. Mais de 354 milhões de vacinas serão disponibilizadas ao povo brasileiro, sendo 120 milhões da AstraZeneca e 100 milhões da Pfizer. Outras 134 milhões de doses serão utilizadas a partir do saldo dos contratos firmados em 2021”, comunicou o ministro da Saúde substituto, Rodrigo Cruz.

Recursos

Foram autorizados os repasseade R$ 25,8 milhões destinados ao custeio de ações e serviços de saúde. No total, 381 municípios de todas as cinco regiões do País serão contemplados com os recursos. O repasse será feito aos Fundos de Saúde dos estados e municípios.

Para o cálculo da distribuição dos recursos financeiros foi considerada a quantidade total de Autorização de Internação Hospitalar (AIH), de acordo com os processamentos do Sistema de Informação Hospitalar (SIHSUS), dos meses de janeiro a junho de 2021.

Com informações do Ministério da Saúde

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP