Cachorra recolhida em feira de vacinação estava em ‘processo de morte’, diz presidente de ONG

Cachorrinha é dócil e está se recuperando. Ela foi encontrada com bichos pelo corpo e coleira apodrecida colada em sua pele.

A cachorrinha Margarida – que foi resgatada em uma feira de vacinação em São Vicente, no litoral de São Paulo – estava em “processo de morte”. A informação foi passada pela presidente da ONG Viva Bicho, Marilucy Pereira, que agora é responsável pelo animal. 

“Ela tem uma infecção no intestino muito grave, pela má alimentação ou sabe-se lá mais o que. E uma inflamação no útero que chama piometra, que é algo que mata. Ela precisa ser operada o quanto antes. A gente não fez a cirurgia ainda porque a gente precisa deixar ela em condições para entrar no centro cirúrgico. Ela foi bastante resistente porque ela já estava em processo de morte”, disse Marilucy Pereira.

Marilucy Pereira disse que a cachorrinha é dócil e está se recuperando. A equipe da clínica veterinária da ONG está monitorando o animal para, em breve, fazer uma cirurgia. “Ela estava lotada de insetos que voavam em volta dela, o cheiro era muito ruim, a coleira estava apodrecida (…) Ela está sendo cuidada, monitorada, medicada. Ela está em uma outra condição agora”.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT