Cães do projeto Cãoterapia encontram quase 2 mil porções de drogas em SP

Extremamente treinados, os cães não demoraram para achar a grande quantidade de drogas.

Dois cães farejadores da Guarda Civil Municipal de Jundiaí (SP), empregados no projeto Cãoterapia, que alegra crianças internadas no Hospital Universitário, tiveram papel importante na apreensão de quase duas mil porções de drogas já prontas para a comercialização.

Os entorpecentes, que incluem 3,3 quilos de maconha, foram achados durante patrulhamento de rotina pela rua Guilherme Augusto Baad, na Vila Esperança, feito por agentes do Canil e do Apoio Tático da GCM.

clique na imagem e saiba mais

Denúncia de um popular de que drogas haviam sido escondidas nas imediações fez com que os guardas colocassem os dois cães farejadores que o acompanhavam, de nome Black e Pantera, para procurar qualquer vestígio de narcótico.

Extremamente treinados, os cães não demoraram para achar a grande quantidade de drogas (seis quilos, no total) escondia em uma área de mata. Os mesmos cães já haviam encontrado quase meio quilo de maconha escondida em um terreno baldio no bairro Vista Alegre, no último domingo. Eles fazem parte de uma matilha altamente treinada pelo Canil da GM de Jundiaí, referência a outras guardas de todo o país.