Caixa Econômica Federal lança campanha para limpar nome a partir de R$ 50

Segundo o banco, renegociações acontecem de forma presencial, pela internet ou via ligação telefônica até o dia 31 de dezembro.

Para ajudar os inadimplentes a tirar o nome do vermelho, a Caixa Econômica Federal lançou nesta semana a campanha “Você no Azul”. Os consumidores podem renegociar dívidas de contratos até o dia 31 de dezembro. Os valores podem sair por R$ 50, com descontos que chegam a até 90% da dívida total no pagamento à vista.

Quem quiser fazer uma renegociação com o banco, basta entrar em contato através do WhatsApp, no número 0800 726 0104, opção 3. Também é possível acessar o site da Caixa, disponível aqui, além das redes sociais e o telefone 0800 726 8068, opção 8.

clique na imagem e saiba mais

O público ainda pode procurar uma agência presencialmente ou até as casas lotéricas, caso o débito não seja superior a R$ 2.000, para regularizar a conta. As condições especiais variam conforme o atraso e a modalidade do crédito realizado com o banco. 

Mais de três milhões de pessoas

A campanha da Caixa deve atingir mais de três milhões de pessoas físicas e outras 359 mil empresas que estão em débito com o banco. Desse total, metade possui dívidas de até R$ 3.000. Com o objetivo de ampliar ainda mais o acesso à renegociação, o banco lançou o caminhão da inadimplência, que vai rodar o Brasil a partir do dia 14 de setembro. 

Em Minas Gerais, o serviço passa por Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, e também em Montes Claros, no Norte do Estado. Veja abaixo outras cidades contempladas:

  • 14 a 18/09: Governador Valadares (MG) e São Luís (MA)
  • 21 a 25/09: Montes Claros (MG) e Belém (PA)
  • 5 a 9/10: Pelotas (RS), Vitória (ES), Araçatuba (SP)
  • Teresina (PI) e Palmas (TO)
  • 13 a 16/10: Porto Alegre (RS), Campos dos Goytacazes (RJ), São José do Rio Preto (SP), Natal (RN) e Brasília (DF)

 

A iniciativa “Você no Azul” vai excluir o nome de quem fizer as renegociações das agências de proteção de crédito, como Serasa e SPC.