Capitão Anversa apresenta Plano de Segurança para atuação em conjunto com a Guarda Civil Municipal para o pleito eleitoral deste ano em Araras e Conchal, SP

Além do trabalho específico para as eleições, não pararemos o atendimento a população, que pode acionar a PM ou GCM pelos telefones 190 e 153”.

Na manhã desta terça-feira (27) o capitão Ricardo Anversa – comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar, responsável pelas cidades de Araras e Conchal, no interior de SP, recebeu a visita do secretário Wanderleim Geraldo Júnior – Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Civil de Araras e do comandante Benedito Aparecido Abreu – Guarda Civil Municipal de Conchal.

A reunião teve como principai objetivo o Plano de Segurança para atuação em conjunto com a Guarda Civil Municipal para o pleito eleitoral deste ano prevê o emprego de um grande efetivo de policiais militares e guardas civis municipais, que serão distribuídos nas Zonas Eleitorais dos municípios, já a partir da sexta-feira, 13 de novembro. 

“A parceria entre a Polícia Militar e Guarda Civil Municipal não se resume apenas ao período eleitoral. Mas neste momento ela se faz ainda mais importante para que consigamos garantir o efetivo suficiente exigido pelo Juiz Eleitoral e Cartório Eleitoral, e também a segurança dos eleitores neste que é o maior ato de democracia do nosso país”, explica Anversa.

clique na imagem e saiba mais

Além do trabalho específico para as eleições, não pararemos o atendimento a população, que pode acionar a PM ou GCM pelos telefones 190 e 153”, salienta o comandante da PM.

Crimes eleitorais

Além do patrulhamento e escolta de urnas, a PM e a GCM também agirão contra os crimes eleitorais. De acordo com a Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, os candidatos e eleitores devem seguir algumas regras.

É considerado crime eleitoral a distribuição de material da campanha e o uso de camisetas com número e fotos de candidatos, sendo autorizado apenas o uso de adesivo com os dados. Também não é permitida a aglomeração de pessoas com camisetas padronizadas, mesmo que não tenham fotos e números do candidato, em locais eleitorais. Também é proibido o estacionamento de veículos com adesivos de candidatos próximos as sessões.

“Muitas vezes os eleitores não conhecem a lei eleitoral e a presença da Policia Militar e da Guarda Civil Municipal também servirá para orientar estas pessoas”, concluiu capitão Anversa.