Carnaval de rua no Rio de Janeiro em fevereiro é cancelado

Consenso entre representantes da Riotur, blocos de rua e agentes públicos é que, sem vacina contra coronavírus, não há festa.

Diante da incerteza em relação a uma vacina contra a Covid-19 que esteja disponível em tempo hábil para a população, o Carnaval de rua do Rio de Janeiro está oficialmente cancelado. Ou adiado.

A decisão foi tomada na última terça-feira (27) em reunião com representantes da Riotur, dos blocos carnavalescos e agentes de segurança pública e saúde.

Em setembro, o desfile das escolas de samba em fevereiro também foi cancelado. No entanto, o evento foi adiado, e nem as agremiações, nem a Liga das Escolas de Samba tem uma posição definida sobre datas.

O consenso, entre todos, é que tudo depende da vacina, já que são eventos com intensa aglomeração. “Chegando a vacina conseguiremos fazer o planejamento e falar sobre datas”, disse o presidente em exercício da Riotur, Fabrício Villa Flor, em relação aos blocos de rua.

Já os blocos pretendem atuar “no campo simbólico das lives e outras manifestações”, em uma “campanha compartilhada” e “trabalhar no campo da prevenção”, nas palavras de Rita Fernandes, presidente da Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua do Rio de Janeiro.

clique na imagem e saiba mais