Carne e roupas mais baratas seguram, mas não impedem aumento do custo de vida do brasileiro

Preço da carne cai outra vez e segura custo de vida do brasileiro

O tombo, nos últimos dias, foi de cinco por cento. O que contribuiu para que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA-15, aumentasse apenas 0,22 por cento, em fevereiro.

O menor resultado para o período desde a criação do Plano Real, em 1994.

O índice é apurado pelo IBGE e apontado como uma prévia da inflação oficial do País

Itens de higiene pessoal, roupas masculina, feminina e infantil, passagem de avião e a conta de luz também ficaram mais baratos e ajudaram a frear o aumento do custo de vida.

Por outro lado, vários produtos e serviços com peso considerável no orçamento das famílias ficaram mais caros.

Casos, por exemplo, do tomate, com aumento de quase 30 por cento, da batata, do plano de saúde, da passagem de ônibus, da gasolina e do etanol.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT