Carro atinge moto e mata duas pessoas na Rodovia Washington Luís

Homem de 54 anos e mulher de 60 não resistiram aos ferimentos e morreram no local do acidente.

Um homem de 54 anos e uma mulher de 60 morreram em Araraquara (SP) após a moto em que estavam ser atingida por um carro na noite de sábado (19).

O motorista envolvido no acidente chegou a ser detido por homicídio culposo na direção de veículo automotor, mas pagou fiança no valor de R$ 4 mil e foi liberado, segundo informações do Boletim de Ocorrência.

Os ocupantes da moto foram identificados como Ambrosio Donisete Meira e Ana Maria Taba. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para prestar socorro às vítimas, mas elas morreram no local.

O acidente

O acidente aconteceu na Rodovia Washington Luís (SP-310), em frente ao posto Bambina. De acordo com o B.O., o motorista do carro, um empresário de 30 anos de São Carlos, bateu contra a traseira da moto, que foi arrastada por cerca de 400 metros.

No momento da colisão, a moto modelo Honda NXR 160 ficou acoplada na frente do carro, modelo Volkswagen UP Track. Algumas pessoas que estavam no posto de combustíveis próximo à rodovia ouviram o barulho da batida.

CNH vencida

Segundo o B.O., o empresário contou à polícia que mora em São Carlos e que voltava para casa quando colidiu com a moto, dizendo não saber de onde ela saiu, apenas que viu um vulto.

De acordo com o boletim de ocorrência, o empresário apresentava odor etílico e recusou-se a fazer o teste do bafômetro. Ele também estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida desde 2019, assim como licenciamento do carro.

No Plantão Policial, o empresário estava em estado de choque, chorando, mas negou-se a prestar depoimento sem a presença do seu advogado, que chegou mais tarde. Ele apenas disse que foi para Araraquara em uma festa de aniversário.

O empresário foi preso por homicídio culposo na direção de veículo automotor em flagrante. Orientado pelo advogado, ele passou pela coleta de sangue para comprovar se estava embriagado. Após pagar a fiança, ele foi solto.

*Com informações do site A Cidade ON/Araraquara.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT