Casa Branca, SP, é o maior produtor de laranja do Brasil, diz levantamento do IBGE

Município produziu 564,6 mil toneladas da fruta, em 2017, gerando R$ 228,6 milhões.

Casa Branca (SP) foi o maior produtor de laranja do Brasil em 2017, segundo pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na quinta-feira (13).

Segundo o relatório do Instituto, o município produziu 564,6 mil toneladas da fruta, gerando um valor de R$228,6 milhões.

A PAM avalia a área plantada, a quantidade produzida e o rendimento médio de 64 produtos agrícolas em todos os municípios do país.

Segundo o engenheiro agrônomo Rafael Fernandes de Oliveira, gerente agrícola da Krauss Citros, que tem seis propriedades na região, a região de Casa Branca favorece a produção de laranja.

“A topografia é boa para a produção, o solo fértil e há disponibilidade de água. Há muitas propriedades irrigadas”, afirmou.

A citricultura chegou ao município na década de 1980 devido ao preço de terras que atraiu os citricultores de outras regiões, como Limeira.

Nos últimos anos, a crise levou a uma redução no número de produtores, mas a presença de grandes propriedades e produtores garante a produção da região.

Pomar de laranja — Foto: Fabiana Assis/G1

Laranja

Segundo o IBGE, a laranja é a principal fruta produzida pelo país. Em 2017, a fruta adicionou R$ 8,5 bilhões à economia nacional, valor 2% superior ao ano de 2016.

São Paulo, Bahia e Minas Gerais concentram 77,8% da área de laranja no país, que é de 631,7 mil hectares, sendo que São Paulo é o estado com maior área: 402,9 mil hectares.

No estado concentram-se nove dos 10 maiores produtores de laranja do Brasil: além de Casa Branca, Botucatu, Itapetininga, Colômbia, Iaras, Avaré, Buri e Angatuba e Santa Cruz do Rio Pardo. O único município fora do estado é Rio Real, na Bahia que ocupa a 9ª posição.

Brasil

Segundo a PAM, a área plantada no Brasil aumentou 2,1% em relação a 2016 e alcançou 79 milhões de hectares. O principal produto é a soja, responsável por 35,1% da produção nacional.

O valor da produção agrícola do país foi de R$ 319,6 bilhões em 2017, o que representa uma queda de 0,6%, a primeira após sete anos de crescimento.

O Sudeste concentrou R$ 91 bilhões, ou seja, 28,5% do valor de produção agrícola nacional, com destaque para cana-de-açúcar (39,8%), café arábica (14,9%), soja (10%), laranja (7,4%) e milho (5,8%). O Estado de São Paulo foi responsável por 58,35% desse valor (R$ 53,1 bilhões).


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT