Casa das Rosas traz pesquisadores e tradutores para o Simpósio Haroldo de Campos

Legado de Haroldo como poeta, tradutor e crítico literário estará presente em diferentes mesas do evento que conta com lançamento de livro.

Simpósio Haroldo de Campos: a tradução do micro ao macro, realizado pela Casa das Rosas, reúne alguns dos principais estudiosos da obra de Haroldo e tradutores da nova geração para conversas sobre diversos aspectos do legado do poeta e crítico literário Haroldo de Campos como tradutor e pensador da tradução de reconhecimento internacional. Os encontros on-line serão nos dias 21 a 25 de setembro. As inscrições estão abertas neste link e todo o evento é gratuito.

Organizado por Julio Mendonça, poeta, doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos da Casa das Rosas, e por Marcelo Tápia, tradutor, ensaísta, professor, doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada (USP) e diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, a edição deste ano do Simpósio conta com mesas formadas por vários temas, desde a poesia como código universal, o futurismo russo e a poesia de vanguarda brasileira, até a tradução criativa no Brasil nos dias de hoje.

No encerramento do Simpósio, no dia 25/09, a partir das 17h, ocorrerá o lançamento do livro HC21 – Leitura de Haroldo de Campos, co-organizado por Raquel Campos, Gustavo Reis Louro e Moisés Nascimento, voltado a um mapeamento de novos pesquisadores e admiradores da poesia, da crítica e da tradução de Haroldo. A obra conta com textos de Amara Moira, André Capilé, Natália Agra, Patricia Lino, Péricles Cavalcanti, entre outros escritores, além de uma entrevista com o poeta e professor Ivan de Campos, filho de Haroldo.

Confira a programação completa com as abordagens dos (as) convidados (as) participantes na parte final (Serviço) deste release.

Haroldo de Campos

O patrono do museu Casa das Rosas, Haroldo de Campos foi poeta, crítico literário renovador e tradutor, tendo conquistado prestígio nacional e internacional.

Com traduções marcantes de Mallarmé, Maiakóvski, Joyce, Goethe, Dante, Octavio Paz, da Ilíada de Homero e de livros da Bíblia, entre outros, Haroldo se firmou como um dos mais importantes tradutores do século XX. A partir dos conceitos “transcriação” e “plagiotropia”, ele contribuiu no entendimento da tradução na literatura no contexto globalizado, tendo afirmado que “a tradução – vista como prática de leitura reflexiva da tradição – permite recombinar a pluralidade de passados possíveis e presentificá-la como diferença […]”.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura faz parte da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e geridas pela Poiesis.

SERVIÇO:

Simpósio Haroldo de Campos: a tradução do micro ao macro
21 a 25 de setembro
Inscrição aberta até 16/09 – aqui
Plataforma: Zoom
Presentes receberão certificado de participação.

Mesa

Desbabelizar e transgredir

Terça-feira, 21 de setembro, às 19h

“A convergência fulgurante do dessemelhante”: a poesia como código universal

Com Marcelo Tápia

Valendo-se de referências fundamentais adotadas por Haroldo de Campos acerca de poesia e tradução, propõe-se uma leitura do legado haroldiano de modo a explicitar o potencial do intracódigo da poesia como ambiente de convergência linguística, artística e cultural.

Nós de tradução: política e corporeidade na tradução decolonial

Com Márcio Seligmann-Silva | Mediação: Julio Mendonça

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT