Laila, que estava grávida, e Fernando morreram após uma colisão frontal na SP-191, quando um motorista embriagado bateu no carro do casal. 

Para quem tem interesse em assistir um Júri Popular, teremos um caso triste, mas que traz uma questão de interesse jurídico e social: Acidente com morte causado por condutor embriagado é crime de homicídio culposo (em intenção) ou seria com dolo eventual (ao dirigir nesta condição sabia e assumiu o risco de causar uma tragédia).

Laila, que estava grávida, e Fernando morreram após uma colisão frontal na SP-191, quando um motorista embriagado bateu no carro do casal. O caso será julgado no dia 12 de novembro, no fórum de Araras (SP). A acusação pede condenação por dois homicídios dolosos.

Veja a reportagem da TV Claret:


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here