Centro Pop mantém acolhimento ampliado a moradores de rua e seus cães em Araras, SP

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Segundo levantamento da Secretaria de Ação e Inclusão Social, há cerca de 50 pessoas nessa situação na cidade; local abrigou, em média, 40 nas últimas noites.

O Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua) Dr. Narciso Gomes, coordenado pela Prefeitura de Araras, mantém o atendimento ampliado para acolher moradores de rua nas noites de inverno.

 Localizada na região central, a estrutura está aberta das 19h às 7h para receber quem precisa se proteger do frio e vem abrigando, em média, 40 pessoas por noite. Cães que acompanham essas pessoas também são acolhidos e podem permanecer no local junto de seus donos.

Araras tem, atualmente, cerca de 50 moradores em situação de rua. Os números fazem parte de levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Ação e Inclusão Social e podem variar, pois algumas pessoas não permanecem na cidade – apenas passam por aqui e seguem para outros destinos. Desse total, 40 têm família em Araras ou vínculos com o município.

Além do Centro Pop, o acolhimento à população de rua é feito também pelo IDE (Instituto de Difusão Espírita) no albergue localizado na Rua Emílio Ferreira, no Centro. No local, há 20 leitos – 14 masculinos e seis femininos – disponíveis para pernoite. A Prefeitura tem parceria com a entidade e destina um guarda civil municipal para reforçar a segurança no local no período noturno.

Nas últimas noites, as ações foram reforçadas também por voluntários. A Igreja do Nazareno – Comunidade Vida e o Lar Nova Vida disponibilizaram abrigo para moradores de rua no salão da entidade, localizado no Jardim Celina.

Trabalho constante de abordagem

Voltado ao acolhimento de indivíduos e famílias em situação de rua, o Centro Pop realiza trabalho permanente de abordagem junto a essas pessoas para oferecer acolhimento sempre que precisarem, além de encaminhamentos para consultas médicas e odontológicas, clínicas de reabilitação, capacitação e também auxílio para que retornem às famílias.

Além do abrigo emergencial, previsto em situações como as baixas temperaturas dos últimos dias, o Centro Pop também disponibiliza estrutura para que os moradores de rua fiquem alojados no local, por lei, por até seis meses. Há 19 vagas disponíveis para esse tipo de atendimento, atualmente.

No local, além de estrutura para dormirem, com colchões, agasalhos e cobertores, eles também têm café da manhã, podem tomar banho e fazer sua higiene pessoal, e usar o espaço ainda para lavar e secar suas roupas. Animais que acompanham essas pessoas também são acolhidos e podem permanecer no Centro Pop junto de seus donos.

 “O Centro Pop é uma estrutura especializada para esse tipo de atendimento e tem uma equipe muito dedicada, que trabalha para oferecer mais dignidade a essas pessoas que vivem nas ruas”, comentou o prefeito Junior Franco.

Sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Ação e Inclusão Social, o local é abastecido também com doações de peças e cobertores arrecadados pelo Fuss (Fundo Social de Solidariedade) de Araras, além de parcerias com ONGs, igrejas e voluntários da cidade.

“Os moradores de rua também estão inseridos nas políticas públicas de Ação Social. Em Araras, temos o Centro Pop que é o local adequado para recebê-los e atender suas necessidades”, explica a secretária Marilda Fachini.

O trabalho de abordagem é realizado o ano todo. “Percorremos a cidade, conversando com os moradores de rua e falando para eles sobre a estrutura do Centro Pop e sobre a importância de recuperarem o vínculo com suas famílias”, completa Lúcio Bitencourt de Andrade (Casabela), diretor de coordenadoria do Centro Pop.

O local funciona na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro, e atende solicitações feitas pela população também pelo telefone 3547-6672.

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!