Com baixas temperaturas, prefeitura intensifica abordagem social aos moradores de rua

A maior incidência de dias mais frios nas últimas semanas, fez com que o Centro Pop (Centro de Referência Especializado Para Pessoas em Situação de Rua) Narciso Gomes intensificasse o trabalho de busca ativa para oferecer acolhimento noturno aos moradores de rua de Araras/SP

Com o auxílio da Guarda Civil Municipal, uma equipe de assistentes sociais do Centro POP sai às ruas em uma van da Secretaria de Ação e Inclusão Social convidando os moradores de rua de maneira espontânea a dormirem no espaço, inaugurado em março deste ano.

clique na imagem e saiba mais

Os moradores recebem todo o atendimento necessário no Centro POP recebendo alimentação e toda a acolhida necessária, possibilitando a eles higiene pessoal e local para dormirem.

Antes de serem inseridos no atendimento, os moradores de rua passam por entrevista social. Após isso, é feita uma triagem criteriosa e uma análise dos casos de moradores em situação mais grave e que necessitam de abrigo emergencial.

Nesse período em que ficam no Centro POP, eles também recebem capacitação profissional, oficinas, atividades sociais e educativas e terão a cidadania resgatada. Isso tudo é realizado de uma maneira para que eles possam ser reinseridos na sociedade, podendo voltar para o convívio familiar e voltarem ao trabalho.

O Centro Pop Dr. Narciso Gomes funciona na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro. O telefone para contato é 3547-6672

Média complexidade
Já o outro serviço será o de média complexidade, que visa o atendimento de moradores de rua para a realização de atividades socioeducativas que serão desenvolvidas entre elas, a inclusão familiar; capacitação do cidadão; encaminhamento para cursos profissionalizantes; acolhimento e cuidado em Caps (Centro de Atendimento Psicossocial) e grupos de autoajuda; inserção na rede de ensino e disponibilização de atividades esportivas, culturais, de lazer e ocupacionais, bem como atividades religiosas e de valorização da autoestima, desenvolvidas com o apoio de voluntários.

O trabalho da unidade é articulado com a rede socioassistencial, com as demais políticas públicas e órgãos de direitos e proteção social. Também visa proporcionar a inserção destas pessoas no cadastro único para programas sociais e nos benefícios sociais, contribuindo na construção da autonomia, da inserção social e da proteção às situações de violência.

O Centro POP tem capacidade para atender até 80 moradores de rua por dia, acima de 18 anos. De acordo com dados do Centro POP. O principal objetivo do espaço será a reinserção social e o resgate de vínculos familiares dos moradores de rua. Assim, segundo a Secretaria de Ação e Inclusão Social, a ideia é que essas pessoas possam recuperar sua autoestima e voltar ao convívio com suas famílias e trabalho. Além disso, outra proposta é favorecer a mudança do olhar da sociedade em relação às pessoas em situação de rua.