Como adquirir qualificação profissional através de cursos de saúde mental

Um assunto muito em voga nos últimos anos e que ganhou ainda mais destaque no último ano até então, é a saúde mental. Isso porque, com a pandemia do novo coronavírus se disseminando pelo mundo e todos tendo que passar mais tempo dentro de suas casas, a maioria das pessoas precisou lidar com um cenário que antes não era corriqueiro ou que não as preocupava tanto: a saúde mental. 

Mesmo que o acesso à terapia seja restrito a poucas pessoas por causa das condições financeiras, a procura por esses profissionais aumentou e também a busca por cursos desta área está muito em alta, devido aos altos índices de transtornos psíquicos diagnosticados no Brasil, cerca de 60 milhões. A venda por cursos nesta área se tornou mais comum devido à alta demanda que o mercado tem exigido. 

A saúde mental da população brasileira

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Ipsos, encomendada pelo Fórum Econômico Mundial, 53% dos brasileiros relatam que a sua saúde mental piorou um pouco ou muito no último ano (2020). Essa porcentagem só fica atrás de países como Itália, com 54%; Hungria, com 56%; Chile, com 56% e Turquia, com 61%. Alguns fatores como o isolamento social e todo o caos mundial que aconteceu por causa da Covid-19 ajudaram e muito no aumento deste número. 

Outro estudo publicado pela Fiocruz junto com outras seis universidades, em meados de 2020 indica que 40% da população adulta brasileira sente sentimentos frequentes de tristeza e depressão. Já as frequentes sensações de ansiedade e nervosismo foram relatadas por 30% da população. 

Um relatório de 2017 da OMS relatava o Brasil como o maior país com relatos de transtornos de ansiedade nas Américas, o problema afetava cerca de 9,3% da população, número equivalente a 18,6 milhões de pessoas. Os transtornos depressivos foram relatados por 5,8% ou então 11,5 milhões. 

A procura por cursos de saúde mental

Uma das consequências por estes assuntos estarem tão em alta e os números serem tão expressivos, é o aumento da procura por cursos de saúde mental. Existem milhares de cursos que se encaixam dentro desta categoria, como psicopatologia, transtorno bipolar, depressão, ansiedade, transtornos alimentares, entre outros. Estes cursos vão do básico ao avançado e tem por finalidade ser uma extensão e diferencial dentro do currículo dos profissionais da área, como psicólogos e psicoterapeutas, por exemplo. 

Cada curso tem por objetivo alguma coisa diferente, isso porque, apesar de serem encaixados dentro da mesma categoria, eles têm propósitos e se encaixam em áreas diferentes, por exemplo, um curso sobre Reforçamento Intrauterino irá abranger um público diferente do curso de Psicopatologia, emergência e uso de drogas. Por isso, é muito importante o profissional ter uma noção sobre quais as áreas mais relacionadas com o trabalho que ele já desempenha e quais serão relevantes para a sua área de atuação. Dessa forma, além de não perder o foco ele também consegue uma qualificação melhor e mais direcionada para aquilo que ele pretende trabalhar. 

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT