Conheça os planos de Bolsonaro e Haddad para a segurança do país

A votação do segundo turno das Eleições 2018 ocorre neste domingo (28).

Segurança pública é um assunto que preocupa e muito os brasileiros. Por isto, hoje nós vamos conhecer quais são os planos dos dois candidatos à presidência da República para o tema.

No plano de governo de Jair Bolsonaro, por exemplo, é citado países como Estados Unidos, Áustria, Alemanha, Suécia, Noruega, Suíça, Canadá, que são países onde existe uma arma de fogo na maioria dos lares. Segundo o projeto do presidenciável, o índice de homicídios por armas de fogo nestes lugares é muito menor que no Brasil.

Para reduzir os roubos, estupros, homicídios e outros crimes, Bolsonaro pretende investir fortemente em equipamentos, tecnologia, inteligência e capacidade investigativa das forças policiais. Ele pretende também acabar com a progressão de penas e as saídas temporárias.

Além disso, o candidato do PSL quer reduzir a maioridade penal para 16 anos e reformular o Estatuto do Desarmamento para garantir o direito do cidadão à legítima defesa, como explicou em um debate na TV Band.

“O cidadão de bem foi desarmado por ocasião do referendo de 2005 e o bandido continua muito bem armado. Nós devemos fazer com que a vontade popular por ocasião do referendo se faça presente em nosso meio e o cidadão possa comprar armas de fogo para a sua legítima defesa.”

Ainda de acordo com o plano de governo de Bolsonaro, os policiais precisam ter certeza que, no exercício de sua atividade profissional, serão protegidos por uma retaguarda jurídica.

Segundo Haddad, a atuação do Estado na segurança pública tem se revelado falha e precisa ser aprimorada. Por isto, a prioridade deve ser a redução expressiva de mortes violentas. Para isto, ele defende que é preciso refazer as bases para um Plano Nacional de Redução de Homicídios urgentemente.

Associado a isso, Haddad pretende adotar novas medidas para diminuir os índices de feminicídio e conferir proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, com ações preventivas, delegacias funcionando 24 horas por dia, disponibilização de tecnologia com “botão do pânico” e acolhimento em casas abrigo.

De acordo o plano de governo do presidenciável, é necessário aumentar o esclarecimento da autoria dos casos de homicídios e latrocínios, afinal, atualmente, a solução desses crimes é muito baixa, ou seja, menos de 10% dos homicídios investigados tem a autoria descoberta.

Nesse contexto, Haddad pretende aprimorar a política de controle de armas e munições, reforçando seu rastreamento. Além disso, o candidato do PT quer retirar armas ilegais de circulação e represar o tráfico nacional e internacional. Para isto, pretende tirar a arma da mão do criminoso e equipar melhor a polícia, para que o Estado cumpra seu dever de oferecer segurança pública.

Em entrevista para o programa Canal Livre, Haddad destacou que vai pegar pesado contra o crime organizado.

“Nós vamos federalizar o combate ao crime organizado de todo o tipo e vamos fazer uma classificação de risco, dividindo competências. Tirar do sistema penitenciário e carcerário aquilo que pode receber um outro tipo de tratamento; e jogar peso no combate ao crime pesado, contra a vida, conta a questão das fronteiras.”

O fortalecimento da polícia científica e a valorização do profissional da segurança, com melhores salários, capacitação adequada, seguro de vida, habitação, assistência e previdência dignas, também estão entre os planos de Haddad.

Para reduzir os índices de mortes violentas no país, o governo de Haddad pretende construir um sistema de inteligência fundado em alta tecnologia, monitoramento de nossas fronteiras, qualificação dos profissionais de segurança, bem como pelo combate implacável à tortura.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT