Conheça serviços gratuitos que tratam casos de sequelas pós-Covid-19

Atendimentos de fisioterapia e psicoterapia ajudam contra problemas respiratórios, de mobilidade e emocionais causados pelo coronavírus.

Falta de ar crônica, dificuldades de mobilidade devido à internação, medo de contrair Covid-19 novamente, vivência do luto pela perda de pessoas queridas ou por uma vida não mais vivida. Estas são algumas das sequelas físicas e emocionais relatadas por pessoas que contraíram o coronavírus ou de quem viveu perto de um infectado. 

Para conter essa demanda cada dia mais crescente, alguns serviços de saúde começaram a se tornar exclusivos para tratar sequelas pós-Covid. Alguns deles oferecem atendimentos gratuitos, levando em conta a situação econômica e o desemprego em alta no país (veja serviços abaixo)

 

É o caso da Policlínica da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), que atende gratuitamente 100 pessoas vítimas de complicações pós-Covid-19 – um quarto de todos os seus atendimentos. Os pacientes são encaminhados pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, cidade onde fica a policlínica. 

“Em geral, os pacientes com distúrbios respiratórios são a maioria, mas também temos recebido pessoas com sequelas neurológicas e um número razoável de pacientes com incontinência urinária”, afirma Carla Mazzitelli, coordenadora dos cursos de Fisioterapia, Enfermagem e Educação Física da Umesp, e responsável pelos atendimentos.

O atendimento na Umesp tem como base exercícios respiratórios e de força para melhorar a capacidade pulmonar e a locomoção de pacientes que ficaram muito tempo acamados ou perderam a mobilidade. A instituição também oferece atendimentos na policlínica do Centro Universitário Metodista (IPA) em Porto Alegre (RS). 

Ajuda psicológica voluntária

O medo de contrair a doença ou da vida após o coronavírus tem afetado cada vez mais brasileiros, que recorrem a serviços de psicoterapia para lidar com as mudanças. A Umesp já atendeu 300 pessoas por meio de consultas psicológicas online e gratuitas para pessoas afetadas pela pandemia. 

De acordo com a coordenadora do projeto, a psicóloga e professora Valquíria Rossi, as principais demandas foram casos de depressão, ansiedade, síndrome do pânico e síndrome de Burnout. Ela diz que o perfil psicológico de pacientes pós-Covid ainda está sendo estudado, mas há casos frequentes de instabilidade emocional pós-Covid pelo medo de sequelas, o que gera incerteza sobre o futuro. 

O projeto oferece de cinco até 10 atendimentos psicológicos gratuitos feitos por psicólogos professores da universidade ou alunos estagiários do último ano de psicologia da instituição. Ao final desta etapa, caso seja necessário, os pacientes podem ainda ser encaminhados para o atendimento psicoterapêutico.

Apoio e acolhimento de famílias em luto

Uma rede voluntária construída por profissionais de diferentes frentes presta apoio psicológico, social, jurídico e necrológico (orientações sobre velório, enterro) para quem perdeu parentes e pessoas próximas para Covid-19. Os atendimentos são feitos remotamente, online.

A Rede de Apoio às Famílias e Amigos de Vítimas Fatais de Covid-19 no Brasil se define como uma iniciativa cidadã e independente, suprapartidária e ecumênica com o objetivo de “reunir e promover gratuitamente o acolhimento dos enlutados, oferecendo materiais e endereços de instituições de saúde mental e da atenção psicossocial “, segundo seu site.

O serviço online orienta onde conseguir atendimento psicológico gratuito e oferece rodas de conversa virtuais com seu grupo de acolhimento para famílias em luto. Tanto os atendimentos quanto as rodas podem ser acessados no site da Rede, que também oferece oficinas de escrita dirigida para enlutados. 

Segundo o historiador social Danilo Cesar, um dos coordenadores da iniciativa, já foram atendidas mais de 15 mil pessoas. “A partir do nosso memorial do Facebook, das nossas redes, dos grupos de whatsapp e do nosso site acolhemos, oferecemos possibilidade de homenagens às pessoas vitimadas e encaminhamos para redes de apoio psicossocial, atendimento psicológico ou psiquiátrico as pessoas que estão vivenciando um luto traumático”, afirma.

Serviços gratuitos de atendimento pós-Covid-19

Policlínica da Universidade Metodista de São Paulo 

Endereço: Rua Planalto 106, São Bernardo do Campo (Campus Rudge Ramos).

Atendimento pós-Covid: de segunda a sexta, das 14h às 18h.

Agendamento: (11) 4366-5300 e (11) 4366-5565, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

Agendamento online: https://metodista.br/policlinica 

Clínica de Psicologia da Universidade Metodista de São Paulo 

Endereço: Avenida Dom Jaime Barros Câmera 1.000, Bairro Planalto, São Bernardo do Campo (SBC).

Atendimento apenas online: de segunda a sexta, das 8h às 22h.

Agendamento: (11) 4366-5300 ou (11) 4366-5396

Centro de Reabilitação Pós-Covid e Doenças Crônicas 

Endereço: Rua Joaquim Pedro Salgado 80 – Clínicas Integradas (Prédio G), Porto Alegre (RS). 

Horário de funcionamento: 9h às 17h 

Agendamento: (51) 99312-3125 (via whatsapp) 

Apoio psicológico e social para enlutados pela Covid-19

Acesse o site: https://redeapoiocovid.com.br/

Telefone: (11) 93011-3281

Memorial das Vítimas do Coronavírus no Brasil

Acesse o site: https://www.facebook.com/memorialcoronabrasil/

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT