Conselho da Polícia Civil de SP aprova demissão de delegado por vídeo com conteúdo racista

PUBLICIDADE

Paulo Bilynskyj diz que ‘tudo não passa de uma represália política’; caberá ao governador a decisão de exonerá-lo ou não.

O Conselho da Polícia Civil de São Paulo aprovou, nesta sexta-feira (29), a demissão do delegado Paulo Bilynskyj, que divulgou nas redes sociais um vídeo fazendo, de acordo com a Corregedoria da instituição, apologia dos crimes de estupro e racismo.

O vídeo em questão faz parte do material promocional de cursos online ministrados pelo delegado. Utiliza imagens de uma moça branca sendo carregada por homens negros, afirmando que a “situação fica preta” para quem não se prepara adequadamente para concursos.

PUBLICIDADE

Bilynskyj já teve sua arma retirada pela polícia após publicação de conteúdo nas redes sociais em que aparece atirando e atacando a esquerda em tom de ameaças. Ele convocou os seguidores a participarem de atos em apoio a Jair Bolsonaro (PL), em 7 de setembro.

O policial está afastado das funções para concorrer a deputado federal pelo PL e disse à Folha de S.Paulo que não teve ciência da decisão do conselho, mas, para ele, “tudo não passa de uma represália política”. Após aprovação da demissão pela Polícia Civil, o processo administrativo com a decisão foi enviado à Secretaria da Segurança e deve seguir para o governador Rodrigo Garcia (PSDB).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP