Conservar frutas e legumes evita desperdício e reduz gastos

A ‘cegueira da geladeira’ pode fazer você esquecer alimentos já comprados e acabar jogando fora, perdendo tempo e dinheiro.

O Brasil desperdiça 41 mil toneladas de comida por dia, segundo o WFP (Programa Mundial de Alimentos) no Brasil. A maior parte desse subaproveitamento dos alimentos é resultado do fenômeno ‘cegueira da geladeira’.

O que seria isso? É quando o consumidor não vê ou ignora a comida que tem na geladeira. Com isso, o alimento apodrece, perde a validade e acaba sendo jogado fora.

Para evitar o desperdício, a engenheira Marina Duarte Maia arrumou uma metodologia para organizar os alimentos na geladeira. “Sempre que vou fazer compras, separo o que ainda tem na geladeira, coloco nos compartimentos da porta para consumirmos primeiro e não esquecermos.”

clique na imagem e saiba mais
Marina Duarte Maia
 

Marina é dona da página Marina Simplifica na rede social Instagram, que traz dicas de minimalismo, organização e armazenamento de alimentos e de atividades simples para se fazer com os filhos. Atualmente sua página conta com 29 mil seguidores.

Entre suas dicas sobre organização dos alimentos, Marina sugere o armazenamento de cenouras, beterrabas, mandioquinhas e batata doce em recipientes cheios de água. “A água ajuda a manter a textura da cenoura, beterraba, mandioquinha e batata doce que, normalmente, murcham se ficarem expostos na geladeira”, diz Marina.

A nutricionista funcional e fitoterapeuta Adriana Stavro valida a metodologia de Marina e diz que para manter a qualidade dos alimentos é essencial fazer um bom armazenamento.

Úrsula Corona, representante do WFP no Brasil, acredita que somente com a conscientização e reeducação da população dá para mudar o desperdício e aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras por completo. Isso inclui cascas e talos. .

O economista André Braz, coordenador do IPC do FGV IBRE, orienta o consumidor a fazer um inventário de tudo o que tem na geladeira e no armário para não fazer compras desnecessárias e evitar o desperdício. “Muitas famílias compram demais e acabam jogando comida fora. É o mesmo que rasgar o dinheiro e colocar no lixo.”

Adriana Stavro preparou uma série de dicas de armazenamento de alimentos. Confira as dicas da especialista abaixo:

Separe frutas climatéricas e não climatéricas

As frutas climatéricas são aquelas que você pode comprar verde e esperar amadurecer. Exemplo: goiaba, nectarina, manga, mamão, pera, damasco, pêssego, ameixa, abacate, banana, maçã, maracujá, mirtilo. As frutas não climatéricas amadurecem na árvore e começam a apodrecer após serem colhidas.

Exemplo: laranja, mexerica, limão, framboesa, morango, cereja, uvas, abacaxi, melão melancia e romã amadurecem. Por isso devem ser compradas maduras. Por que devemos separar? A resposta é simples. As frutas climatéricas podem acelerar o apodrecimento das não climatéricas.

Não armazene abóbora com maçãs e peras

Abóboras são conhecidas por terem uma vida útil longa, mas as maçãs e peras poderão fazê-las amarelarem mais rápido e estraga-las. As abóboras devem ser mantidas em temperatura ambiente, em local fresco e longe do sol. As maiores duram mais, mas fique de olho nas menores, pois estragam rápido.

Uma boa opção de armazenamento é colocar as abóboras com as batatas juntas em uma cesta de vime ao ar livre, em um local fresco e escuro para preservar a frescor, ou podem ser armazenadas em saco de papel kraft. É preciso tomar cuidado apenas com a umidade.

Maçãs e laranjas separadas na geladeira

Se quiser prolongar a vida útil das maçãs, guarde-as na geladeira. O mesmo vale para as laranjas, mas elas devem ser colocadas separadamente das maçãs em um saco de papel kraft ou pano para que o ar possa circular.

Atenção: os sacos plásticos tornam as laranjas mofadas. As maçãs produzem muito gás etileno, o agente de amadurecimento que levará a uma deterioração mais rápida das laranjas.

Cebolas e batatas não combinam

Batatas e cebolas podem fazer uma combinação deliciosa no prato, mas não na dispensa. O motivo é simples: as cebolas farão com que as batatas estraguem mais rapidamente. Ambas devem ser armazenadas em temperatura ambiente e em local fresco e seco.

Outra dica: as batatas não devem ser levadas à geladeira pois o amido se transforma em açúcar quando refrigerado. Um vizinho amigável para as cebolas é o alho. Eles podem ser colocados próximos um do outro, sem amadurecer ou estragar.

Apenas guarde-os em um espaço bem ventilado e com a casca intacta até o uso.

Abacate amadurece perto das bananas

Se seus abacates estão verdes, guarde-os ao lado das bananas. O gás etileno liberado pelas bananas promovem o amadurecimento do abacate mais rapidamente. Se precisar prolongar a vida de um abacate, guarde-o na geladeira, isso retardará significativamente o processo de amadurecimento.

Se cortou um abacate e consumiu apenas parte dele, o ideal é guardar o restante com a semente intacta em um recipiente hermético de vidro, juntamente com uma fatia de cebola.

Separe as bananas para durarem mais

Mantenha um pouco em temperatura ambiente e guarde uma parte na gaveta da geladeira para atrasar o processo de amadurecimento. Se tiver excesso de bananas maduras, faça um pão de banana ou fatie, regue com limão e congele para fazer sorvete ou smoothie.

Coloque água na cenoura, beterraba e mandioquinha

As cenouras podem ficar moles ou murchar se não forem armazenadas corretamente. A primeira medida é retirar todas as folhas e talos verdes porque eles retiram a umidade das raízes.

Feito isso, guarde as cenouras frescas e com casca em um recipiente de vidro com água na geladeira ou pode ser usado um saco plástico aberto. Desta forma as cenouras permanecem crocantes e fresquinhas por muito mais tempo.

Essa também é uma ótima maneira de armazenar outras raízes como beterraba e mandioquinha. Se a água começar a ficar turva, troque-a. As frutas, legumes e vegetais da estação, além de serem mais frescos, por estarem em plena colheita, também permitem que o consumidor reduza os custos com a feira ou supermercado.