Corpo de pai que pulou em rio para salvar a filha é encontrado no litoral de SP

Anúncio

Menina e dois amigos também morreram afogados.

O corpo de Anderson Pires do Nascimento, de 41 anos, que morreu afogado após tentar salvar a filha de 9 anos no Rio Ribeira de Iguape, no litoral de São Paulo, foi encontrado neste sábado (18). Além da menina e dele, outros dois amigos de Anderson entraram no rio para socorrer a criança e morreram.

O grupo é do interior de São Paulo e passava alguns dias de folga no litoral. De acordo com informações do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), a menina Maria Rita Farias do Nascimento estava brincando na água, por volta das 15h15 da última quinta-feira (16), quando caiu em um buraco e começou a se afogar.

O pai Anderson e os amigos Jair Antunes Rodrigues, de 65 anos, e Alexandre Pereira, de 42, tentaram socorrê-la, mas acabaram sendo puxados pela correnteza. Os amigos chegaram a ser socorridos, mas morreram em uma unidade de saúde. O corpo da menina foi encontrado horas depois.

Os bombeiros seguiram com as buscas pelo pai da menina durante toda a sexta-feira. Anselmo do Prado, amigo de Anderson, disse que o funcionário público cuidava sozinho da filha e da enteada. Para Anselmo, a tentativa do pai de tentar salvar a filha foi um ato de amor. “Ele não sabia nadar, foi no impulso. Como ele sem saber nadar ia fazer isso?”

Pescadores encontraram um corpo boiando próximo a desembocadura do Rio Ribeira de Iguape, por volta das 2h41 deste sábado, e avisaram os bombeiros. Eles tiraram o corpo da água e verificaram que se tratava de Anderson. O corpo foi encaminhado para o IML de Registro.

A menina Maria Rita e os amigos Jari e Alexandre foram enterrados na manhã deste sábado, no interior de São Paulo.

Vítimas de afogamento em Iguape. — Foto: Reprodução/Facebook